Eleições 2024

"Bastante otimista", diz Marcus Brandão sobre campanha de Duarte Jr.

Mesmo com MDB na base de Braide, presidente do partido coordenará campanha socialista.

Gilberto Léda/Ipolítica

Atualizada em 08/07/2024 às 15h20
Marcus Brandão cuidará da campanha de Duarte Jr. nos bastidores (Reprodução)

SÃO LUÍS - Confirmado como novo coordenador de campanha do pré-candidato do PSB a prefeito de São Luís, deputado federal Duarte Júnior, o presidente estadual do MDB, Marcus Brandão, declarou nesta segunda-feira (8) estar otimista quanto à missão.

Ele assumiu o posto após desistência do vice-governador, Felipe Camarão (PT), que tiraria licença da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) para tocar o projeto socialista na capital, mas acabou voltando atrás após um desacerto com o governador Carlos Brandão (PSB) em relação a quem o substituiria na pasta.

O chefe do Executivo chegou anunciar o nome de Jandira Dias, atual secretária extraordinária de Gestão de Recursos Federais, mas Camarão queria que ficasse seu adjunto, Anderson Lindoso.

Em contato com o Imirante, Marcus Brandão afirmou que coordenará a campanha de Duarte a partir dos bastidores. “Não poderei ter aparições”, disse o presidente estadual do MDB, partido que está oficialmente na base do prefeito Eduardo Braide (PSD).

Segundo ele, contudo, houve anuência da direção nacional para que ele assumisse a tarefa,

“Irei ajudar Duarte, porém não poderei ter aparições, porque meu partido tem outra posição”, comentou. Completando que “quem precisa de exposição são os candidatos”.

"Farei um trabalho como sempre fiz, nos bastidores, e estou bastante otimista. Vejo essa campanha como uma grande oportunidade", concluiu.

Defesa - Mesmo antes de assumir a coordenação de campanha, Marcus Brandão já havia feito uma manifestação pública contra Braide.

Durante participação no ato de lançamento oficial da pré-candidatura de Duarte Júnior à prefeitura da capital, o emedebista disse que, em São Luís, “é como se o vereador, o líder de bairro, fosse todo mundo bandido”.

Ele respondia a um ataque do prefeito contra a Câmara Municipal e os vereadores. Na ocasião, Braide havia reagido pela primeira vez à CPI dos Contratos Emergenciais, declarando que as investigações sobre supostas irregularidades na sua gestão têm como objetivo não lhe deixar trabalhar.

“Quando as máquinas estiverem passando na Chácara Itapiracó, perguntem se o vereador de vocês é o que assinou a CPI para não me deixar trabalhar, ou se é o que me deixa trabalhar”, disparou Braide.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.