NÃO RESTOU UM

Após Braide exonerar 14 funcionários da CPL, vereador pede CPI

Segundo o vereador, quando um gestor suspeita de uma própria comissão de licitação, há algo grave.

Kailane Nunes / Ipolítica

Eduardo Braide (Divulgação / Prefeitura de São Luís)

SÃO LUÍS - O vereador Álvaro Pires (PSB) apresentou na manhã deste sábado (11) um requerimento para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas irregularidades na Comissão Permanente de Licitação (CPL) da gestão do Eduardo Braide.

Segundo o vereador, quando um gestor suspeita de uma própria comissão de licitação, há algo grave. 

Durante a semana, Eduardo Braide (PSD) exonerou 14 funcionários da CPL. O chefe Washington foi o primeiro a ser demitido no dia 7 de maio, após revelação de que a empresa de um ex-assessor do prefeito foi contratada por dispensa de licitação, no valor de R$ 18 milhões pela Secretaria Municipal de Saúde. 

 Já no Diário Oficial do dia 10 de maio (sexta-feira) outros 13 nomes estavam na lista:

Omar Ribeiro Batista

Maura Helena Sousa Ferreira 

Wilma Freitas Rodrigues

Marcus Vinicius Pereira Silva 

Marcelo Bomfim Pereira

Lia Bastos Brandão

Luís Gustavo Franco Marques

Janilda Ismênia Junqueira Ayres Lopes 

Ildilene Camilo de Pinho

Lilian Ribeiro de Santana

Cayro Sandro Alencar Carneiro 

Amanda Dias Saldanha 

Alexandre Souza Farias

Sobre o pedido da CPI, ele depende apenas de 11 assinaturas para ser aprovado. 

“Quando após várias denúncias por parte de colegas vereadores vem à tona, quando a imprensa livre denuncia diariamente suspeita de irregularidades, e agora o próprio prefeito Eduardo Braide põe em suspeita toda a sua comissão de Licitação, há algo gravíssimo e esta Casa que é competente para investigar estes graves atos, não vai se furtar de sua competência constitucional”, destacou o vereador Álvaro Pires.

O Imirante solicitou nota da Prefeitura de São Luís a respeito das demissões, mas até a publicação desta matéria, não teve resposta.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.