Investigação

Polícia prende segundo suspeito de participar da morte de professor executado a tiros enquanto comemorava o próprio aniversário

O segundo suspeito foi identificado como Thiago Fernandes Costa, de 23 anos, conhecido como “Thiago Doidão”.

Imirante.com, com informações da TV Mirante

- Atualizada em 27/11/2023 às 18h05
Pedro Lopes Oliveira Filho, de 37 anos, foi morto a tiros, na noite do dia 23 de outubro deste ano. Foto: Reprodução/TV Mirante

PIO XII - O professor Pedro Lopes Oliveira Filho, de 37 anos, foi morto a tiros, na noite do dia 23 de outubro deste ano, no município de Pio XII, interior do Maranhão, quando comemorava o próprio aniversário.

O segundo suspeito foi identificado como Thiago Fernandes Costa, de 23 anos, conhecido como “Thiago Doidão”. O homem foi preso durante a Operação Paz, realizada pela Polícia Civil do Maranhão, na cidade de Santa Inês.

As investigações apontam que o professor “Pedrinho”, como era conhecido, teria sido morto por causa de dívidas com o tráfico de drogas.

O primeiro suspeito de praticar o crime foi preso no dia 30 de outubro. Alex Silva, de 18 anos, foi preso no Centro de Lago Verde, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. Em depoimento, ele confessou ter participado do homicídio.

Sobre o crime

Dezenas de convidados participavam da festa em um clube da cidade. Por volta das 21h40, as pessoas reunidas com o aniversariante faziam discursos, quando dois homens chegaram efetuando vários disparos de arma de fogo na direção do professor

Imagens de câmera de segurança mostram a correria enquanto a dupla efetuava os tiros. Não há informação de outras vítimas.

O professor era conhecido por relatar em redes sociais o que considerava errado na cidade e fazia muitas cobranças às autoridades locais. Ele ocupou outros cargos no município de Pio XII.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.