Em Balsas

Polícia prende motorista suspeito de matar entregador de comida após levar 'buzinada' no trânsito

O suspeito de cometer o crime foi identificado como Garciano Lino Barbosa, de 39 anos.

Imirante.com, com informações do g1 MA

- Atualizada em 05/12/2023 às 18h26
Garciano Lino Barbosa, de 39 anos, é suspeito de matar o entregador. Foto: Reprodução / TV Mirante

BALSAS - Na manhã desta terça-feira (5) a polícia prendeu Garciano Lino Barbosa, de 39 anos, que é suspeito de matar o entregador de comida Wellington Leão de Brito Júnior, de 17 anos, na noite do último sábado (2), na BR-230, no perímetro urbano da cidade de Balsas. O crime teria sido praticado após um desentendimento no trânsito.

A polícia chegou até Garciano Lino, após analisar imagens de câmeras de segurança e ouvir o depoimento de testemunhas. O homem foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

“Desde o momento da comunicação do crime, nos deslocamos ao local, fizemos, inclusive, com a presença da perícia oficial. E iniciou-se a coleta dos elementos de informação. A partir daí, com coletas de imagens de câmera de videomonitoramento e ao longo desses dois dias de intensa investigação, conseguimos chegar a autoria do provável autor desse crime”, explica David Passada,  delegado da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Balsas, que investiga o caso.

“Representamos pela decretação da sua prisão temporária, bem como buscas em seus endereços e logramos êxito na localização dele, na manhã de hoje, também com o apoio da inteligência policial. E agora ele será submetido a interrogatório. A investigação continua, não está encerrado o inquérito policial”, destacou o delegado.

Mesmo com a prisão do suspeito, a família de Wellington Leão espera que a justiça seja feita. “Foi muito desumano o que fizeram com meu sobrinho. Não tem justificativa nenhuma, ele não merecia, a gente não merecia passar por tamanha dor sem motivo. Não tem justificativa, a gente não aceita, a gente quer é justiça, porque hoje foi o meu sobrinho, amanhã pode ser o de outra família. Ele não destruiu apenas a vida do meu sobrinho, mas ele destruiu toda a nossa família”, lamenta Laila Pontes, tia de Wellington Leão.

Relembre o caso

O entregador de comida, identificado como Wellington Leão de Brito Júnior, de 17 anos, foi morto a tiros na noite de sábado (2), na BR-230, no perímetro urbano de Balsas, a 810 km de São Luís.

Wellington Leão de Brito Júnior, de 17 anos.

De acordo com testemunhas, Wellington Júnior estava de garupa em uma moto com outro entregador, quando se deparou com uma caminhonete que teria entrado errado em uma rotatória. O piloto da moto buzinou contra o motorista, que não gostou da atitude, perseguiu os entregadores e atirou contra eles.

Wellington Júnior foi atingido pelos tiros e morreu ainda no local. O motorista da caminhonete fugiu e ainda não foi localizado pela polícia.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.