Saúde animal

Dirofilariose: saiba como proteger seu pet contra o “verme do coração”

A doença é considerada grave e pode até mesmo levar o animal a óbito; Médica Veterinária Heva Cavallini explica as principais formas de prevenção.

Imirante.com, com informações da assessoria

- Atualizada em 12/12/2022 às 09h04
Existem algumas práticas que podem ser adotadas para evitar que um animal seja atingido pela dirofilariose. (Matheus Soares)

SÃO LUÍS - Conhecida como ‘verme do coração’, a dirofilariose, é temida por muitos tutores por ser considerada grave e, quando não tratada corretamente, pode levar o animalzinho a óbito. Por isso, é essencial conhecer os meio de prevenção contra a doença. 

A dirofilariose é uma doença adquirida por meio da picada do mosquito, que se torna mais prevalente em regiões litorâneas, como é o caso do litoral maranhense.

“Quando o animal apresenta essa doença, já podemos iniciar o tratamento. Porém, em alguns casos, o paciente pode vir a óbito antes de completar o ciclo tratamento, por demorar cerca de 1,6 a 2 anos de tratamentos continuo”, explica a médica veterinária Dra. Heva Cavallini.

Prevenção

Existem algumas práticas que podem ser adotadas para evitar que um animal seja atingido pela doença. A Dra. Heva Cavallini explica quais as formas recomentadas para ficar em alerta e prevenir os pets contra a dirofilariose.

“Nós podemos utilizar os repelentes tópicos ou até mesmo coleiras repelentes. Além disso, é fundamental a aplicação da vacina que protege o animal por 1 ano. A utilização de vermifugos disponíveis no mercado também é uma forma de prevenção”, pontua a médica veterinária.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.