Investigação

PMs acusados de extorsão e abuso sexual são presos

Eles foram presos neste sábado (6), após finalização do inquérito policial.

Imirante.com, com informações da TV Mirante

Atualizada em 08/07/2024 às 06h28
Eles foram encaminhados para a prisão militar, na sede do 3º Batalhão, em Imperatriz. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

IMPERATRIZ- Após serem afastados de suas atividades e denunciados no Ministério Público do Maranhão (MP-MA), os dois policiais militares de Imperatriz, acusados de cometerem os crimes de extorsão e abuso sexual, foram presos neste sábado (6).

Os crimes teriam sido cometidos durante uma operação, no bairro Vilinha. Com a finalização do inquérito que apurava a conduta dos policiais diante do caso, a Justiça acatou o pedido de prisão dos agentes, dez dias depois da denúncia feita pelas vítimas.

Clique aqui para seguir o canal do Imirante no WhatsApp

Após serem presos, os policiais foram levados ao Instituto Médico Legal (IML), onde realizaram os exames de corpo de delito. Em seguida, eles foram encaminhados para a prisão militar, na sede do 3º Batalhão, em Imperatriz.

Leia também: PMs são denunciados por suspeita de abuso sexual e extorsão em Imperatriz

De acordo com a Justiça, a decisão final considerou os elementos apresentados pela investigação, conduzida pelo comandante 14º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Sérgio.

Leia a nota da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA):

"A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) informa que os dois militares suspeitos de extorsão e estupro foram presos preventivamente, na manhã de sábado (6), pela Polícia Militar. Ambos foram levados para exame de corpo de delito e após procedimentos formais foram detidos no 3º Batalhão da PM em Imperatriz.

Por fim, a SSP reafirma, junto com todas as instituições que compõem o sistema de segurança pública do Maranhão, que não compactua com desvios de conduta dos seus agentes e que o compromisso das polícias do Maranhão é o de proteger o cidadão de todo tipo de violência".

 

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.