Troca de Ideia

Samba de Mina canta Patativa em show no Ree(x)istência Fest

Além da homenagem, o show, que começa às 13h, terá caráter solidário. Os interessados em ajudar podem contribuir, durante todo o evento, doando 1 Kg de alimento não perecível e fraldas geriátricas (tamanho M)

Pedro Sobrinho / Jornalista

- Atualizada em 28/09/2023 às 09h00

Uma homenagem mais do que justa a MARIA DO SOCORRO SILVA, artisticamente conhecida no cenário musical maranhense e brasileiro como PATATIVA. E o bacana é que a reverência vem de um coletivo de mulheres batizadas como SAMBA DE MINA.

Minas do Samba reverenciam Patativa em show no Ree(X)istência Fest III, no sábado (30/9). Foto: Divulgação

Atualmente em destaque na cena cultural maranhense – o coletivo, formado apenas por mulheres, promete uma apresentação histórica com direito à muita música, solidariedade e, claro, muito samba.

No TROCA DE IDEIA, desta terça-feira (26/9), no PLUGADO, NA MIRANTE FM, ALESSANDRA LOBA, que liderou na fala as oito minas do samba), comentou da importância do grupo cantar PATATIVA, uma das grandes homenageadas, na terceira edição REE(X)ISTÊNCIA FEST III, que acontece neste sábado (30/9), a partir das 13h, no PARQUE RANGEDOR, em SÃO LUÍS.

- É com muita honra e satisfação que convido a todos para prestigiar o nosso grupo Samba de Mina, onde iremos homenagear a icônica Patativa, que já faz parte do nosso repertório, nesse festival incrível que é o Re(x)istencia - destacou LOBA.

Solidariedade

A cantora Patativa está passando por dificuldades financeiras e de saúde, e pensando nisso, o Reocupa, que assina a produção do Re[x]istência Fest III, preparou uma edição especial para que o público presente possa ajudar a artista em sua recuperação.

Os interessados em ajudar podem contribuir, durante todo o evento, doando alimentos e fraldas geriátricas (tamanho M), que serão encaminhados aos familiares da cantora. Outra forma de participar da campanha solidária em homenagem à Patativa é por meio da troca dos copos exclusivos do Re[x]istência Fest III por 1 Kg de alimento ou por uma unidade de fralda geriátrica (tamanho M).

Durante toda a 3ª edição do Re(x)istencia Fest, 400 copos exclusivos do festival serão disponibilizados para troca – que estará acessível em um stand especial no evento.

Samba de Mina

Criado após a realização do Encontro de Mulheres na Roda do Samba em São Luís, o grupo Samba de Mina reúne diversas artistas da cena musical maranhense, de intérpretes à instrumentistas, unidas para mostrar a força e potência das mulheres no segmento do samba.

Formado por oito mulheres, o grupo carrega em seus shows a diversidade do samba nacional e regional (samba de raiz e samba popular), com influências da musicalidade das religiões de matriz africana e da cultura popular maranhense.

Patativa

O apelido de Patativa veio quando a cantora e compositora Maria do Socorro Silva era “ainda bem novinha”: um amigo afirmou que ela parecia o pássaro, que gostava de cantar noite e dia. Ela não gostou de início, mas o nome acabou ficando.

Patativa é natural do município de Pedreiras e se mudou aos 10 anos para São Luís, onde se tornou bastante conhecida, com muitos sambas cantados em rodas informais em bares e feiras da capital maranhense.

Em 2014, aos 77 anos, a cantora teve a oportunidade de lançar o primeiro disco da sua carreira: “Ninguém é melhor do que eu”, mesmo título da quarta faixa do álbum. O lançamento contou com produção do instrumentista Luiz Junior, em parceria com o cantor maranhense Zeca Baleiro, participações especiais que vão de Zeca Pagodinho à Simone, e traz 13 faixas do vasto acervo da compositora – no total, são mais de 200 canções.

Já em 2019, a sambista, um pouco antes de celebrar seu aniversário de 82 anos, lançou seu segundo disco, “Sou de Pouca Fala”, que traz composições suas em viagens musicais que vão do cacuriá ao xote, entre outros estilos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.