Cidade do esporte!

Atletas falam da paixão por São Luís e da relação da cidade com o esporte

Tainá Paixão, do Sampaio Basquete, o kitesurfista Bruno Lobo e a nadadora Carol Hertel não pouparam elogios à capital maranhense.

Eduardo Lindoso / Imirante Esporte

- Atualizada em 06/09/2023 às 13h26
Tainá Paixão em ação pelo Sampaio Basquete no Costa Rodrigues, em São Luís ( Foto - João Marcos / Sampaio Basquete)

SÃO LUÍS – São Luís é quase sempre lembrada pelas suas belezas naturais, sua rica cultura e patrimônio arquitetônico, mas a relação da cidade com o esporte é também uma de suas marcas. Sem contar o futebol, que tem nos estádios Castelão e no Nhozinho Santos seus principais palcos, a capital maranhense é, também, casa do basquete, do kitesurfe e da natação em águas abertas. E aproveitando o aniversário de 411 da “Cidade dos Azulejos”, o Imirante Esporte ouviu a armadora do Sampaio Basquete, Tainá Paixão, que nasceu em São Paulo, mas já se sente uma “ludoviscense”, o kitsurfista Bruno Lobo e a nadadora Carol Hertel, esses dois naturais da cidade, sobre a relação deles com São Luís. 

Natural de Jundiá, no interior de São Paulo, a armadora Tainá Paixão é bicampeão da Liga de Basquete Feminino (LBF) com o Sampaio Basquete e, depois de quatro temporada atuando pela equipe maranhense, ela falou da sua relação com São Luís. A atleta falou sobre a comida e também da paixão do público pelo basquete. O Tubarão das quadras joga sempre com casa lotada em suas partidas no ginásio Costa Rodrigues. 

“Eu gosto muito de São Luís. Gosto muito da comida também. A culinária daqui é muito boa. Eu estou sempre tentando novos restaurantes, para conhecer ainda mais essa culinária. Me sinto muito bem-vinda aqui. Já me sinto de casa. Já sei, mais ou menos, me localizar nos lugares. Gosto demais dessa cidade. Aqui nos temos a maior e a melhor torcida do país”. 

O primeiro atleta maranhense a garantir vaga nos Jogos Olímpicos de 2024, que ocorrerão em Paris, o kitsurfista Bruno Lobo, que nasceu em São Luís, e é um dos principais atletas do esporte no Brasil, não esconde sua paixão pela cidade, uma das melhores do mundo para velejar por causa dos fortes ventos em seu litoral. 

“Eu nasci e cresci em São Luís. Vivo até hoje na cidade. Já viajei muito pelo mundo todo e posso dizer que São Luís é um dos melhores lugares para viver. Gosto muito daqui, é um lugar maravilhoso para o esporte que eu pratico, que é o kitesurf. Tem essa orla maravilhosa, vento quase o ano todo. Eu amo São Luís. Todas as particularidades, cultura, pessoas. A gastronomia, as belezas naturais que esse lugar nos oferece. Eu amo morar aqui e não pretendo sair”, comentou Bruno Lobo. 

Bruno Lobo ressaltou as beleza da capital e os bons ventos da ilha para o velejo ( Foto - Divulgação)

Atual campeã do Campeonato Brasileiro de Águas Abertas, categoria Absoluto Feminino, e com um currículo vasto de conquista, inclusive Troféu Mirante, o Oscar do esporte maranhense, a nadadora Carol Hertel também falou da sua paixão pela capital maranhense, principalmente pelas águas, é lógico. 

“Eu gostaria de parabenizar São Luís pelo seu aniversário. Eu tenho um carinho pela cidade, principalmente pelas águas. Já nadei no espigão e na praia de São Marcos. Já fui campeã brasileora nessas águas e então é muito gratificante nadar e treinar nesses lugares lindos que São Luís nos proporciona”, disse a nadadora.

Carol Hertel em mais uma conquista em águas de São Luís ( Foto - Divulgação)

No dia 8 de setembro, São Luís completa 411 anos de fundação. A capital maranhense foi foi fundada em 08 de setembro de 1612, após uma expedição comandada pelo conquistador francês Daniel de La Touche. A cidade recebeu o nome de São Luís em homenagem ao rei da França, Luís IX, também chamado de “São Luís”. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.