Em Vitória do Mearim

Jovens confessam terem estuprado e matado mulher a pauladas

Os suspeitos, de 18 e 19 anos, foram presos nessa quarta-feira (5), no povoado Marajá, em Vitória do Mearim.
Imirante.com, com informações da Mirante AM16/01/2020 às 16h07
Jovens confessam terem estuprado e matado mulher a pauladas Fernanda Corrêa Pereira, de 25 anos, foi estuprada e morta a pauladas. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

VITÓRIA DO MEARIM – Na noite dessa quarta-feira (15), a Polícia Civil do Maranhão prendeu duas pessoas suspeitas de participação na morte de Fernanda Corrêa Pereira, de 25 anos, que foi estuprada e morta a pauladas. O corpo da jovem foi encontrado por um morador, na manhã do último domingo (12), no povoado Marajá, em Vitória do Mearim.

Relembre o caso: Mulher é morta a pauladas após ser estuprada em Vitória do Mearim

Os suspeitos, de 18 e 19 anos, foram presos temporariamente, mediante recolhimento de material probatório e de relatos de testemunhas.

“A partir do momento em que tomamos conhecimento do caso, nos dirigimos ao local do crime, colhemos todas as informações sobre o ocorrido e coletamos o material que serviu de prova e indícios para a investigação. A Polícia Civil fez um trabalho incessante que culminou com a prisão de dois suspeitos, com base em elementos colhidos no local do crime, bem como a oitiva de testemunhas, que presenciaram os últimos instantes de vida da vítima. Nós conseguimos indícios suficientes da participação desses dois indivíduos no crime e, representamos pela prisão temporária dos mesmos”, explicou o delegado Guilherme Campelo, titular da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI).

A polícia chegou até o paradeiro da dupla, por meio de ligação anônima. Os suspeitos estavam escondidos no povoado Marajá, mesma região onde o crime foi praticado.

Após saberem da prisão dos suspeitos, populares chegaram a cercar a Delegacia de Vitória do Mearim e iniciar um tumulto. Para acalmar a população, a polícia conduziu os suspeitos para a Delegacia Regional de Viana. Os jovens foram ouvidos, nesta quinta (16), e confessaram terem praticado o crime. Os presos alegaram que o ato criminoso foi motivado por estarem sob efeito de bebida alcoólica. Eles afirmaram que estavam saindo de um ambiente de festa e tentaram tomar proveito da vítima.

Os jovens, que não tiveram os nomes nem as imagens divulgados, vão responder pelos crimes de estupro de vulnerável e homicídio seguido de roubo.

“Foi caracterizado estupro de vulnerável, pois a vítima não tinha condições suficientes de exprimir sua vontade, por ter sido reduzida a sua capacidade de discernimento”, explicou o delegado Guilherme Campelo.

Fernanda Corrêa morava com os pais e mais três crianças, no povoado Marajá. A jovem, que tinha problemas mentais, saiu de casa na noite de sábado (11) dizendo que ia a uma festa e não voltou mais. O corpo de Fernanda foi encontrado, na manhã de domingo (12), às margens de uma estrada do povoado, por um morador da região. A jovem foi estuprada e morta a pauladas, tendo o rosto desfigurado.

A polícia não descarta a participação de outras pessoas no crime, e as investigações continuam para elucidar o caso.

Ouça, na reportagem de Alessandra Rodrigues da Mirante AM, mais detalhes sobre o caso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.