Prisão

Polícia identifica suspeitos de praticar homicídio do vaqueiro Gudinho, em Viana

O vaqueiro foi encontrado morto após sair para cuidar o gado.
Imirante.com20/05/2019 às 23h06
Polícia identifica suspeitos de praticar homicídio do vaqueiro Gudinho, em VianaPolícia investiga o caso há quatro meses. (Foto: Reprodução / Facebook)

VIANA - Após quatro meses de investigações sobre o caso do vaqueiro Augusto Belfort, o "Gudinho", de 63 anos, que foi encontrado morto após sair de casa para cuidar do gado em uma fazenda da zona rural, a 6ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Viana, com o apoio da Força Tática, deu cumprimento a quatro mandados de prisão e três mandados de busca domiciliar aos suspeitos de terem cometido o crime.

De acordo com a polícia, Os acusados foram identificados como Nilton Cesar dos Santos Frazão, o "Bojico", Sebastião Jorge Nogueira Amaral Frazão, Willian de Jesus Pinheiro Penha e Júnior Sousa Pinheiro, o "Batata". Durante as buscas domiciliares, foi encontrada uma arma de fogo na residência de Junior Batata.

Augusto Belfort, que também era conhecido como “Gudinho”, saiu de casa na manhã da segunda feira, no dia 4 de fevereiro, e não voltou para o almoço. Ainda segundo informações policiais, enquanto a vítima corria o pasto à cavalo, foi surpreendido e teve contra si um disparo de arma de fogo que atingiu seu coração, vindo a óbito imediatamente.

Os presos foram encaminhados para o Sistema Penitenciário do Maranhão e a investigação prosseguirá até a identificação de todos os envolvidos no presente crime de homicídio qualificado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.