Enade

Estudantes com pendência no Enade têm até o dia 29 de junho para se regularizar

O Exame é obrigatório, e a regularidade deve constar no histórico.
Divulgação/UFMA15/06/2016 às 16h33

SÃO LUÍS – O Ministério da Educação (MEC) abriu prazo para que as coordenações de cursos de graduação ajustem a situação dos discentes que, eventualmente, tenham apresentado problemas no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). O período de inscrição inicia-se, hoje (15), e se estende até o próximo dia 29 de junho. O Exame é obrigatório, e a regularidade do estudante concluinte deve constar em seu histórico escolar.

O Enade é um dos procedimentos de avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), criado pela Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004. Realizado desde 2004, o exame avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação, sendo que a periodicidade máxima da avaliação é trienal para cada área do conhecimento.

Para o procurador educacional institucional da UFMA, Romildo Sampaio, a observação do prazo por parte dos coordenadores de curso é muito importante. “O coordenador é o único que pode inscrever o aluno que por algum motivo esteja com status irregular, seja ele ingressante ou concluinte, nos anos em que o curso prestou o Enade. Caso o discente tenha provocado essa irregularidade por não comparecer no dia do exame, por exemplo, ele pode avisar a coordenação sobre o problema. É importante ressaltar que o aluno que perder esse prazo só vai poder se regularizar no ano que vem”, advertiu.

Mais informações na coordenação do curso; na Digec/Proen pelo telefone 3272-8745 ou na Procuradoria Educacional Institucional – PI: 3272-8748.

Um curso é avaliado a cada três anos em três ciclos: o ciclo verde, que será aplicado em novembro, avalia cursos da área da saúde, de ciências agrárias e serviço social; o ciclo azul, cuja última edição foi realizada em 2014, sendo a próxima no ano que vem, avalia bacharelados da área de exatas, as engenharias e todas as licenciaturas que também concedem bacharelado ao estudante; e o ciclo vermelho, realizado em 2015 e com a próxima edição prevista para 2018, que avalia os cursos das áreas de humanas e sociais, com exceção dos cursos que estão no ciclo azul.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.