Após manifestação

Vereador e dois lavradores são presos em Senador La Rocque

Eles foram presos em cumprimento de um mandado de prisão.
Imirante Imperatriz, com informações da TV Mirante.20/05/2015 às 18h40

SENADOR LA ROCQUE – O vereador Willas Silva Almeida e os produtores rurais Egilson Alves de Almeida e Marinalva Pereira foram presos, nessa terça-feira (19), em cumprimento de um mandado de prisão. Eles estão cumprindo prisão temporária na Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI), antiga CCPJ.

Nesta quarta-feira (20), os moradores do povoado Jenipapo realizam uma manifestação no Centro de Senador La Rocque. Eles reivindicam a anexação do povoado ao município novamente. Hoje, o povoado Jenipapo pertence ao município de Buritirana. Eles também pediram a soltura dos três presos nessa terça-feira.

A manifestação desta quarta-feira foi pacífica, diferente de segunda-feira quando a MA-122, no povoado Jenipapo, foi interditada durante toda a manhã pelos manifestantes. No protesto anterior, seis pessoas foram conduzidas pela Polícia Militar, entre elas o vereador, que foi liberado posteriormente.

Na ação de segunda-feira, três lavradores ficaram presos e só foram liberados após pagamento de fiança. Eles devem ser indiciados por, pelo menos, quatro crimes. Com a prisão, os moradores de Jenipapo fizeram protesto em frente à Delegacia Regional de Imperatriz, pedindo a soltura dos presos.

A manifestação desta quarta-feira também pediu a realização de um plebiscito para que a população decida sobre a redivisão territorial, aprovada pela Justiça há seis anos.

Cerca de 2 mil famílias alegam terem sido prejudicas com a redivisão, devido a distância para a cidade de Buritirana, que fica cerca de 25 km do povoado. Segundo os moradores, ter acesso à assistência social, saúde, educação, entre outros ficou mais difícil.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.