Estado Maior

A avaliação e os sinais petistas sobre aliança nos estados

O debate nacional do Partido dos Trabalhadores passa por possível aliança com o PDT no Maranhão
Imirante20/11/2021 às 07h13
A avaliação e os sinais petistas sobre aliança nos estadosVice-presidente Márcio Macêdo esteve no Maranhão na semana passada e suas impressões estão sendo avaliada por cúpula petista (Divulgação)

Depois de duas semanas entre encontros e reuniões que tiveram a disputa eleitoral no Maranhão em pauta para a direção nacional do PT, as avaliações começam a ser feitas e os sinais mostram o aumento da simpatia dos petistas nacionais pela aliança do partido com o PDT de Weverton Rocha.

Os sinais mais comentados é do encontro do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, com o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, logo após de ele ter declarado que o PT negocia aliança com o PDT no Maranhão.

Além disto, os petistas se animam com o fato da suspensão da pré-candidatura de Ciro Gomes, feita por ele mesmo, em protesto à posição tomada por pedetistas na votação da PEC dos Precatórios. A avaliação é de que Gomes tem enfraquecido a possibilidade de disputar de novo a Presidência da República.

O terceiro fato que chama atenção durante estas duas semanas é que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao se reunir com Flávio Dino (PSB), governador do Maranhão, tem reiterado a intenção do PT apoiá-lo para o Senado, mas tem dito que para o governo – dependendo da decisão de Dino – pode não ser possível.

Na verdade, dependendo do apoio que Flávio Dino dará ao candidato ao governo, formalmente, a aliança do PT com o PSB em torno do nome do governador pode ficar difícil ou inviável.

São muitos detalhes que marcarão os próximos dias até a segunda-feira, 29, quando Flávio Dino vai reunir seus aliados no Palácio dos Leões para tratar sobre as eleições do próximo ano.

Diálogo

Sobre as negociações para o apoio do PT para Flávio Dino disputar o Senado, o ex-presidente Lula disse à direção nacional que ele fará pessoalmente com o governador.

Dino tem constantes conversas com Lula para articular a melhor composição para o próprio Dino e para Lula no estado.

Na avaliação de petistas, o melhor que o governador poderia fazer era deixar seus aliados definirem por eles mesmo pelas suas candidaturas e receber o apoio de todos.

Receio

Outros aliados do governador maranhense estão preocupados com a possível definição sobre candidato de Dino para a disputa pelo Palácio dos Leões já neste mês de novembro.

O receio é que se decidir por Carlos Brandão (PSDB), Flávio Dino pode encerrar neste momento o mandato, na prática, claro!

Se deixar para mais adiante, ganha tempo, mantém força do Leões e consegue mexer nas peças possíveis do tabuleiro do jogo político que melhor for para sua eleição.

Pressa

Mas o tempo pode até ser melhor para Flávio Dino, mas não é nada bom para o vice-governador Carlos Brandão.

O tucano tem pressa na definição (com a certeza de que ele será o escolhido) sabendo que não pode virar o ano como uma dúvida ainda.

Resta saber como Flávio Dino conseguirá desenrolar o nó complicado do seu grupo político sem que isto tenha consequências graves, principalmente, para seu projeto de ser senador da República.

Fake news

Em nota oficial, a presidente estadual do PROS, Tatiana Portela, informou haver fake news nas informações sobre possíveis filiações dos deputados Pará Figueiredo e Fábio Macedo na legenda.

Segundo informou na nota, há uma definição da legenda junto à direção nacional de que as chapas para as disputas proporcionais não terá participação de políticos com mandato.

A garantia foi dada a lideranças políticas como Victor Mendes e Raimundo Cutrim, que assinaram a ficha de filiação com a certeza de entrar na disputa eleitoral entre iguais, ou seja, sem políticos de mandato.

Fim de prazo

Sete prefeituras do interior do Maranhão ainda não enviaram os dados contábeis, orçamentários e fiscais de 2020 para embasar o cálculo do valor aluno ano total (VAAT).

O primeiro prazo se encerrou em abril e 40% das prefeituras não conseguiram enviar os documentos. O Ministério da Economia estendeu até o próximo dia 29 para que tudo seja enviado.

Desta forma, o Governo Federal poderá complementar o VAAT colocado na previsão orçamentária.

Prejuízo no Fundeb

Até a última atualização do Ministério da Economia, ainda não havia enviado os dados necessários as prefeituras de Alcântara, Amapá do Maranhão, Araioses, Bacabeira, Bom Lugar, Dom Pedro e Santa Rita.

Açailândia enviou parte dos documentos necessários.

Se não enviar até o prazo, estes municípios podem ficar prejudicados nos valores repassados por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

E mais

- Aumenta a pressão de vereadores para que a CPI dos Transportes seja instalada na Câmara Municipal de São Luís.

- Como há duas propostas sobre o mesmo tema, a mesa diretora da Casa encaminhou para a Procuradoria dá o parecer sobre qual das propostas deverá valer para instalar a comissão.

- As propostas foram dos vereadores Chico Carvalho (PSL) e Marquinhos Silva (DEM).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.