Crimes sexuais na internet

Suspeito é preso durante operação da PF contra exploração sexual infantil em São Luís

Foi cumprido hoje mandado de busca e apreensão e encontradas imagens relativas ao crime.
Imirante.com, com informações da Polícia Federal10/09/2021 às 08h42
Suspeito é preso durante operação da PF contra exploração sexual infantil em São LuísOperação da PF deflagrada nesta sexta. (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

SÃO LUÍS - A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (10), na capital, a Operação Contrição para combater o crime de divulgação de imagens de exploração sexual de crianças e adolescentes na internet. Na ação, uma pessoa foi presa em flagrante.

A investigação teve início partir de informação sobre integrantes de um grupo do aplicativo de troca de mensagens, onde foram compartilhadas imagens (fotos e vídeos) de exploração sexual de crianças e adolescentes.

O usuário responsável pelas publicações foi identificado e, hoje, foi dado cumprimento a mandado de busca e apreensão, expedido pela Justiça Federal em decorrência de representação da Polícia Federal.

O objetivo da medida é apreender computadores, discos rígidos, mídias magnéticas, pen drives, bem como quaisquer outros materiais relacionados à pornografia infantil, que servirão de provas do cometimento do crime.

Durante o cumprimento da ordem judicial, foram encontrados diversos arquivos contendo imagens de exploração sexual de crianças e adolescentes armazenados no aparelho celular e no notebook do investigado, o que levou a sua autuação em flagrante pela prática do crime definido no artigo 241-B, do Estatuto da Criança e do Adolescente, que tem pena máxima de quatro anos de reclusão.

Além disso, o investigado responderá pelo crime de disponibilização/divulgação de material de pornografia infantil (Art. 241-A, do ECA), cuja pena pode chegar a seis anos por cada compartilhamento realizado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.