Análise

Partidos conversam e avançam nas articulações para 2022

PDT e PT demonstram costuras mais fortes para as eleições do próximo ano e o Maranhão é uma das prioridades nas negociações
Carla Lima/Editora de Política19/07/2021 às 20h37
Partidos conversam e avançam nas articulações para 2022Flávio Dino estabeleceu três pontos para seus aliados cumprirem e disputarem a vaga de candidato a governador em 2022 pelo grupo dinista (Foto: Reprodução)

Na reunião que o governador Flávio Dino (PSB) fez com seus aliados há cerca de duas semanas, ele estabeleceu três pontos para que os pré-candidatos de seu grupo político cumprisse para que tenham condições de ser o nome único entre os aliados para comandar o Palácio dos Leões.

Continuidade das ações de governo é um deste três pontos. Uma carta foi até assinada pelos aliados de Flávio Dino - menos o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) – para garantir este continuísmo da gestão dinista no Maranhão.

Outros dois pontos parecem ser de puro esforço de cada pré-candidato palaciano: a articulação política e a avaliação popular, medida, claro, pelas pesquisas de intenção de votos e ainda as chamadas qualitativas. O segundo ponto, sem dúvida, depende do primeiro.

E é na articulação política que o senador Weverton Rocha (PDT) tenta viabilizar sua candidatura. Desde 2019, praticamente, que o pedetista vem buscando espaços e aliados que caminhem com ele em seu projeto de disputar o governo do Maranhão em 2022.

Assim, Rocha trouxe para perto de si as lideranças e seus partidos que ele conseguiu fechar aqui no Maranhão a exemplo do DEM do deputado Juscelino Filho e o Cidadania da senadora Eliziane Gama.

Quem o senador não conseguiu fechar acordo no Maranhão, acabou conseguindo por meio da direção nacional como o caso do PP de André Fufuca.

Agora Weverton avança mais na conversa que vem estabelecendo com o PT. O ex-ministro e ex-deputado Zé Dirceu, nome da articulação nacional do PT, é o hóspede do pedetista em Barreirinhas em momento de férias do petista e sua família.

Claro que o momento de lazer é também um momento das articulações políticas. A prova é a reunião já agendada para esta quarta-feira, 21, entre Zé Dirceu e Carlos Lupi em Barreirinhas. O presidente nacional pedetista já chegará a Barreirinhas com os caminhos de seu partido no Maranhão, uma das prioridades da legenda para 2022, definidos, afinal, ele conversa antes com o governador Flávio Dino.

O fato é que, em um fim de semana – e mais no decorrer esta semana toda – Weverton Rocha pode até não conseguir avançar em seus diálogos com o PT nacional. Mas sendo o anfitrião de Dirceu, passa a ideia de que consegue dar continuidade às conversas com os petistas.

E pelos diálogos e narrativas verdadeiras ou construídas, Rocha pode se favorecer e ter vantagem no outro ponto necessário para Dino definir o nome do seu candidato que é a avaliação popular.

Mas até novembro, ainda as peças no tabuleiro políticos maranhenses ainda deverão ser mexidas e o cenário modificado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.