Tragédia

Maranhenses estão entre as vítimas de uma queda de torre de energia no Pará

O acidente aconteceu nessa sexta-feira (16), na comunidade Bom Jardim, entre os municípios de Anapu (PA) e Pacajá (PA).
Imirante.com, com informações do G1 e TV Liberal17/07/2021 às 12h02
Maranhenses estão entre as vítimas de uma queda de torre de energia no ParáTorre de transmissão desabou no Pará; há maranhenses entre as vítimas. (Foto: Ascom/Corpo de Bombeiros do Pará)

SÃO LUÍS – Quatro maranhenses estão entre as vítimas de uma queda de torre de transmissão de energia elétrica ocorrida no Pará. O acidente foi registrado na tarde dessa sexta-feira (16), no local da construção da torre, na comunidade Bom Jardim, entre os municípios de Anapu (PA) e Pacajá (PA).

Até o momento, de acordo com informações da TV Liberal, já se sabe que quatro vítimas são do Maranhão, outras duas do Estado do Sergipe e uma do Piauí. Ainda não há informações sobre o estado de saúde de cada uma delas. As primeiras informações davam conta de dois maranhenses entre as vítimas, mas o número subiu para quatro.

Os nomes das vítimas maranhenses são: Fagner Martins da Silva, do município de Pastos Bons (MA), Luiz Carlos Pereira, de Santa Rita (MA), Romário Santos, de Itapecuru-Mirim (MA) e Alex da Natividade Rodrigues (que faleceu a caminho do Hospital Regional da Transamazônica), (MA).

Outras vítimas também foram identificadas, são elas: Oziel da Silva Passo, de Carira (SE), Expedito Bezerra dos Santos, também de Carira (SE) e José Napuceno Guimarães, de São José (PI).

De acordo com informações do G1 Pará, seis pessoas morreram no local da queda, em Pacajá, segundo a secretaria de Saúde do município, e uma morreu a caminho do hospital, totalizando sete mortes. Treze pessoas ficaram feridas, sete delas receberam alta. Cinco foram transferidas em estado grave para o Hospital Regional Público da Transamazônica, em Altamira; uma delas morreu a caminho.

A construção da estrutura era feita por uma empresa particular. Segundo relatos de testemunhas ao G1 Pará, as obras na torre ainda estavam em andamento e não havia energia na estrutura no momento da tragédia.

Mais de 20 pessoas estavam na torre no momento do desabamento, ainda de acordo com relatos. As causas da queda da torre serão apuradas.

O Imirante.com aguarda do governo do Maranhão mais detalhes sobre este caso.

A empresa responsável pela obra divulgou uma nota sobre caso, afirmando que lamenta as mortes na tragédia e disse que está está prestando assistência aos feridos e apoio às famílias das vítimas. Leia na íntegra:

"A SKIC Brasil lamenta profundamente o acidente no Projeto Novo Estado, ocorrido nesta sexta-feira (16/07), que causou o falecimento e ferimento de alguns de seus colaboradores que trabalhavam no local.

A empresa está fornecendo todo o apoio necessário às famílias dos colaboradores falecidos e também dando toda a assistência aos feridos e seus familiares. A prioridade é auxiliar as famílias que perderam seus entes queridos, acompanhar de perto o estado de saúde dos feridos e ajudar as famílias das vítimas no que for necessário.

As atividades no local foram suspensas, e a SKIC Brasil já está contratando a perícia técnica para investigar as causas reais do acidente e dará todo apoio às autoridades na apuração do caso. A empresa informará as causas do acidente a todos os envolvidos nessa tragédia e também à imprensa assim que elas forem apuradas.

A SKIC Brasil, em toda a sua operação, desde o início, sempre atuou seguindo os padrões de segurança e as melhores práticas e normas de segurança, saúde e meio ambiente, e reitera seu compromisso com a segurança de seus colaboradores, que são a parte mais importante da companhia."

Texto atualizado às 16h11 para acréscimo de informações.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.