Emet Instituto

A importância do levantamento educacional para planejamento e ações no âmbito escolar

Esse é um dos trabalhos desenvolvidos pelo Emet Instituto, que tem em seu corpo técnico, profissionais de renome nacional e internacional.
Publipost / Emet Instituto14/05/2021 às 08h30
A importância do levantamento educacional para planejamento e ações no âmbito escolarA educação tem sido caracterizada por diversos pesquisadores como um elemento transformador das qualidades gerais de uma população. (Foto: Jonas Pôrto)

SÃO LUÍS – Como forma de apresentar um conjunto de informações que permitam aos gestores, pesquisadores, instituições e interessados na área da educação a realizarem diagnósticos que subsidiem o planejamento e a proposição de ações no âmbito escolar e das redes de ensino, o Emet Instituto oferta, em sua cartela de atividades, o levantamento educacional. Os dados catalogados possibilitam a formulação e a avaliação de políticas públicas na área educacional, visando contribuir com a melhoria da qualidade, equidade e eficiência da educação básica brasileira.

A educação tem sido caracterizada por diversos pesquisadores como um elemento transformador das qualidades gerais de uma população, especialmente, no desenvolvimento socioeconômico. Por isso, é importante buscar determinantes que expliquem as divergências na qualidade da educação, especialmente, no que tange às localidades onde estão inseridas as escolas e o público atendido. Isso explica porque fatores demográficos implicam inferências, não só na cobertura, mas também na qualidade educacional e faz com que a educação seja considerada como um dos principais mecanismos de mobilidade social.

De acordo com o pesquisador e diretor do Emet Instituto, Fernando Bastos, a qualidade da informação depende, sobretudo, da adequada coleta de dados. Por isso, o a equipe de coletores do Emet são constantemente treinados e testados pra realizar o levantamento de forma concisa, tratando o entrevistado com o devido respeito e consideração que merece. “É importante lembrar que a grande maioria dos Estados não possuem em seu quadro de colaboradores profissionais capazes de realizar um levantamento abrangente e complexo como este, o qual é necessária uma equipe multidisciplinar especializada”, diz o diretor do Emet.

Os dados, além de coletados, precisam ser analisados, filtrados e disponibilizados em diversos formatos, o que seria impossível de se fazer manualmente. A quantidade de informação, variedade e complexidade é tamanha que o tempo necessário para a sua análise seria tão grande que o seu resultado já estaria obsoleto. “Uma vez coletados e tratados a tempo, estes dados se transformam em informação confiável, capaz de subsidiar o planejamento, a avaliação, a manutenção e aprimoramento das ações. O valor da informação (dado analisado) depende da precisão com que o dado é gerado. Portanto, os responsáveis pela coleta devem estar preparados para aferir e coletar dados com técnica e precisão”, explica Fernando Bastos.

Ainda de acordo com o diretor do Emet Instituto, com levantamentos estatísticos confiáveis, o plano amostral permite aos órgãos públicos traçarem metas exequíveis e reais para a solução do problema. “Nosso sistema realiza um levantamento atual, baseado em coleta de dados junto a população de acordo com um plano amostral estabelecido por estatísticos. O andamento da pesquisa, bem como a visualização dos resultados poderão ser acompanhados por meio do sistema exclusivo do Emet Instituto chamado VOX. Nesse sistema o gestor público poderá ter acesso de qualquer lugar e a qualquer momento, por meio de um computador ou dispositivo móvel com acesso à internet e que seja compatível com o sistema, podendo filtrar as informações por bairro, sexo, grupo etário, perfil do entrevistado entre outras variáveis”, conta Fernando.

Além do relatório de conclusão fornecido pelo Emet Instituto, ou seja, a qualquer momento com um toque o gestor público tem acesso a qualquer tipo de informação sobre a população de sua cidade, estado ou país, com os mais variados filtros possíveis. A educação inclusiva, escola em tempo integral também são analisadas no levantamento, assim como a qualidade nutricional da merenda servida.

Assim que concluso o estudo científico, será possível determinar as principais demandas municipais e sugerir várias ações para corrigir possíveis distorções. Além disso o Estudo poderá sugerir a criação de Cursos técnicos, cursos preparatórios para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e de Centros de Inclusão Digital, a fim de elevar a qualidade de ensino como todo, gerar emprego e renda, qualificar mão de obra e principalmente combater a exclusão digital.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.