Na Vila Luizão

Ex-funcionário é preso acusado de participar de assalto a instituto em São Luís

Assaltantes roubaram R$ 54 mil do local no fim do ano passado e, segundo a polícia, o crime contou com a participação de um homem que era funcionário do instituto.
Imirante.com18/02/2021 às 18h23
Ex-funcionário é preso acusado de participar de assalto a instituto em São LuísO ex-funcionário do instituto confessou o crime e contou com detalhes como aconteceu a ação criminosa. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – Dois homens foram presos, nesta quinta-feira (18), acusados de participarem do um assalto a um instituto que presta serviços comunitários na região da Vila Luizão, em São Luís. O crime aconteceu no fim do ano passado e, segundo a polícia, contou com a participação de um homem que era funcionário do local.

De acordo com as investigações, o então funcionário viu que havia chegado no instituto o valor de R$ 54 mil, que seria usado para o pagamento dos funcionários. O homem entrou em contato com uns comparsas, que foram ao local e roubaram o dinheiro. O funcionário e um dos suspeitos de praticar o assalto estão presos.

“Tem três identificados e dois presos, sendo que um dos presos é um homem que era funcionário do instituto, responsável por passar todas as informações para os indivíduos que cometeram o assalto. Esse funcionário foi identificado como um dos participantes do crime e foi preso pelo crime que cometeu. Foram levados R$ 54 mil, infelizmente nós não conseguimos recuperar nenhum valor desse. Nós sabemos que é muito difícil recuperar valor se a prisão não for em flagrante. Porque, rapidamente, esses indivíduos dividem o dinheiro. Mas mesmo assim vamos continuar vasculhando contas, para tentar recuperar o dinheiro”, explicou o delegado Tiago Dantas, da Delegacia de Roubos e Furtos.

Ainda de acordo com a polícia, o ex-funcionário do instituto confessou o crime e contou com detalhes como aconteceu a ação criminosa.

“Ele contou pra gente que estava devendo a um traficante a quantia de R$ 5 mil e viu a oportunidade ali no instituto, no dia da movimentação do dinheiro do pagamento dos funcionários. E repassou as informações a um assaltante que ele tinha conhecido, e então esse assaltante convidou um comparsa e realizaram o crime. Eles entraram no local e renderam os funcionários. Eles já sabiam onde estava o dinheiro, quem era o funcionário que estava responsável pela postagem desses valores e, então, encontraram toda a facilidade para cometerem esse crime”, relatou o delegado.

A polícia continua as investigações para localizar e prender o terceiro suspeito de envolvimento no caso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.