Na área Itaqui-Bacanga

Moradores do bairro Residencial Primavera reclamam de constantes alagamentos

Segundo moradores, o problema de alagamento no bairro é antigo, mas piorou após uma obra feita por uma empresa mineradora.
Imirante.com17/02/2021 às 10h30

SÃO LUÍS – Moradores do bairro Residencial Primavera, nas proximidades da Vila Embratel, em São Luís, reclamam de alagamentos nas ruas da localidade, principalmente no período chuvoso, causando grandes transtornos e prejuízos.

Leia também:

Bares e casas ficam alagados por causa de obra de extensão da Av. Litorânea

Defesa Civil conclui mapeamento de áreas com riscos de alagamentos em São Luís

Chuva provoca erosão e derruba estátua em São Luís; alerta de temporais no Maranhão

De acordo com informações de moradores do bairro, além das chuvas, os alagamentos são causados pela forte vazão de água que vem da área de uma empresa mineradora instalada na região. “Há anos a comunidade vem sendo prejudicada por essa vazão de água, acabando com o pouco de bens que temos”, diz um dos moradores.

Ainda segundo os moradores do Residencial Primavera, o problema de alagamento no bairro é antigo, mas piorou após uma obra feita pela empresa mineradora. “O sofrimento é muito grande, pois toda essa água são direto de entro da Vale”, conta o morador.

Ruas do bairro Residencial Primavera completamente alagadas. (Foto: divulgação / WhatApp)

Posicionamentos

O Imirante.com entrou em contato com a Vale que, por meio de nota, informou que disponibilizou uma equipe para visitar o local e apoiar na questão, sobretudo, quanto à adoção de medidas a serem definidas pelas autoridades visando amenizar os efeitos das chuvas. Informa ainda que está em contato com representantes da comunidade, Corpo de Bombeiros, Prefeitura Municipal de São Luís e Defesa Civil para acompanhamento dos próximos passos.

Leia a nota na íntegra:

"Nota da Vale sobre alagamento no Residencial Primavera

Sobre o alagamento ocorrido no Residencial Primavera durante as fortes chuvas que caem na cidade de São Luís desde a madrugada, a Vale informa que disponibilizou uma equipe para visitar o local e apoiar na questão, sobretudo quanto à adoção de medidas a serem definidas pelas autoridades visando amenizar os efeitos das chuvas. Informa ainda que está em contato com representantes da comunidade, Corpo de Bombeiros, Prefeitura Municipal de São Luís e Defesa Civil para acompanhamento dos próximos passos."

O Imirante.com também procurou a Defesa Civil de São Luís, a qual afirmou, por meio de nota, que já estava fazendo o monitoramento do Residencial Primavera e participou de uma reunião, na manhã desta quarta-feira (17), onde ficou acordada a execução de serviços de drenagem no canal existente na região.

Leia a nota na íntegra:

A Defesa Civil Municipal já estava fazendo o monitoramento do Residencial Primavera e, na manhã desta quarta-feira (17), retornou ao local para uma reunião com representantes da Vale, da Semosp e da comunidade, em que ficou acordada a execução de serviços de drenagem no canal existente na região, a fim de impedir outros alagamentos. A Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) conversou com os moradores afetados e se colocou à disposição para auxiliar na retirada das famílias, em caso de emergência ou solicitação.


Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.