Demora

Em São Luís, pacientes transplantados reclamam da falta de remédio que evita rejeição do órgão

SES informou que o medicamento em falta deve chegar até o dia 31 de janeiro.
Imirante.com08/01/2021 às 07h39
Em São Luís, pacientes transplantados reclamam da falta de remédio que evita rejeição do órgãoSegundo a SES, atualmente, está em falta o micofenolato de sódio 360 mg. (Foto: Reprodução)

SÃO LUÍS – Há mais de 12 anos, Lia Fernanda passou por um transplante renal e, desde então, usa medicamento para impedir a rejeição do órgão. No entanto, há alguns dias, ela luta para adquirir remédios imunossupressores na Farmácia Estadual de Medicamentos Especializados (Feme) que estão em falta.

“Sem essa medicação corremos o risco de perdermos o órgão transplantado. Eu e meus companheiros transplantados estamos pedindo socorro”, disse Lia ao Imirante.com. Ela acrescentou que não é a primeira vez que falta o remédio na Feme mas, nas outras vezes, a reposição no estoque se deu em torno de dois dias.

Procurada, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) disse que o Ministério da Saúde é o responsável pelo fornecimento e que o remédio em falta, o micofenolato de sódio, deverá estar disponível até o fim do mês. Leia a nota:

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que o fornecimento dos imunossupressores é de responsabilidade exclusiva do Ministério da Saúde. Atualmente, apenas um tipo está em falta: o Micofenolato de sódio 360 mg.

Segundo o órgão federal, a previsão é de que até o dia 31 de janeiro o medicamento esteja disponível na Feme.

A Feme é uma farmácia de dispensação de medicamentos especializados para tratamento de doenças de baixa prevalência, cujo tratamento é feito com medicamentos de alto custo ou porque embora os medicamentos não sejam tão caros, devem ser tomados por toda a vida.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.