Covid-19

Segunda fase do Inquérito Sorológico no Maranhão é iniciado nesta segunda-feira (19)

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), nesta segunda edição, 5.100 pessoas serão testadas em 66 municípios maranhenses.
Imirante.com18/10/2020 às 17h26
Segunda fase do Inquérito Sorológico no Maranhão é iniciado nesta segunda-feira (19)Amostras de sangue dos entrevistados são coletadas para análise laboratorial. (Foto: divulgação / SES)

SÃO LUÍS – A segunda fase do Inquérito Sorológico no Maranhão começa nesta segunda-feira (19), pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). A testagem será realizada até dia 30 de outubro.

Saiba mais:

Quase 3 milhões de maranhenses já tiveram a Covid-19, estima inquérito sorológico

Segundo a SES, nesta segunda edição, 5.100 pessoas serão testadas em 66 municípios maranhenses. Os testes serão iniciados, às 8h30, nos bairros Turu e Vila Luizão, em São Luís. As amostras coletadas serão enviadas ao Laboratório Central do Maranhão (Lacen-MA), onde passarão por análises.

“O inquérito é importante para aferir a chamada imunidade coletiva. Ou seja, você ter barreiras biológicas contra a expansão do coronavírus. O Inquérito Sorológico afere, por métodos científicos, estatísticos, por amostragem, mais ou menos, o número de pessoas que, provavelmente, tiveram contato com o vírus e desenvolveram anticorpos e, portanto, estão mais protegidas”, explicou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PcdoB), em entrevista coletiva realizada nessa sexta-feira (16).

Flávio Dino ainda informou que o resultado da observação laboratorial ajudará a definir as medidas de prevenção e assistenciais a serem oferecidas pela gestão estadual no primeiro semestre de 2021.

Primeira fase do Inquérito Sorológico do Maranhão

A primeira fase do Inquérito Sorológico no Maranhão, foi realizada do dia 27 de julho a 7 de agosto em 69 municípios. No total, 4.800 pessoas foram testadas na capital maranhense e em outras cidades das 19 regiões de saúde do Estado.

O estudo revelou que um total de 40% da população maranhense havia contraído a Covid-19 desde o início da pandemia.

Apenas nos municípios da Grande Ilha, que compreende São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar, essa prepoderância registrou 38,9%. Já nos municípios de grande porte, aqueles com mais de 100 mil habitantes, a prevalência teve taxa de 35,2%.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.