''Operação Munique''

Quatro suspeitos de homicídio contra adolescente são presos em São Luís

Vítima, de 14 anos, foi morta em abril deste ano no bairro Cruzeiro de Santa Bárbara.
Imirante.com, com informações da Polícia Civil do Maranhão26/09/2020 às 13h57
Quatro suspeitos de homicídio contra adolescente são presos em São LuísApós ser torturado, adolescente foi morto com vários tiros. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS – Uma operação desencadeada pela Polícia Civil do Maranhão, prendeu quatro suspeitos de terem cometido crime de homicídio contra um adolescente, identificado como Gladson Roberth Correia Santos, de 14 anos. A vítima foi morta no dia 14 de abril deste ano. A operação, denominada ‘Munique’, foi realizada nessa sexta-feira (25), em São Luís.

O crime

Segundo as investigações da polícia, no dia 25 de abril, por volta das 23h, a vítima, um irmão e algumas amigas estavam em uma festa, realizada no condomínio Ecotajaçoaba, situado no bairro Cruzeiro de Santa Bárbara, quando oito homens entraram no local e passaram a examinar os aparelhos celulares de todos os presentes no intuito de rastrear integrantes de facção rival, por meio do conteúdo dos aparelhos.

Então as vítimas, Gladson Roberth Correia Santos e seu irmão Jeferson Roberth Correia Santos, foram dados como integrantes de facção rival por aqueles criminosos, e levados para um matagal próximo onde passaram a ser torturados para admitir o fato.

Jeferson Robert fora identificado como sendo “umbandista” e, por isso, recebera a liberação dos faccionados que, segundo dizem, evitam cometer assassinatos a umbandistas.

Entretanto, Gladson Roberth, de apenas 14 anos, seguiu sendo torturado e depois recebeu vários disparos de arma de fogo no rosto e em outras partes do corpo.

Ainda segundo a polícia, o crime foi gravado pelos faccionados para servir de divulgação da sua crueldade contra os rivais. Da Operação, resultou ainda uma prisão em flagrante por Porte Ilegal de arma de fogo.

Investigação

Também de acordo com a polícia, a investigação segue, no sentido de localizar outros envolvidos no crime. A operação de cumprimento de mandados foi efetivada pela Delegacia Geral, Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC) e do Grupo de Serviço Avançado (GSA) da Polícia Militar do Maranhão.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.