Combate ao Crime Organizado

Suspeito de tráfico de drogas é preso na Ponta da Espera em São Luís

O homem foi preso durante a "Operação Pecus", que investiga um grupo criminoso com atuação em municípios da baixada maranhense.
Imirante.com, com informações da SSP25/08/2020 às 17h46
Suspeito de tráfico de drogas é preso na Ponta da Espera em São Luís Material apreendido com o investigado. (Foto: Divulgação/SSP-MA)

SÃO LUÍS - Na manhã desta terça-feira (25), a Polícia Civil do Maranhão, através do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO/SEIC), deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva contra um homem investigado pelo crime de tráfico de drogas.

A prisão foi feita durante mais uma fase da “Operação Pecus”, iniciada na última sexta-feira (21), que investiga um grupo criminoso com atuação em municípios da baixada maranhense, responsável pelos de crimes de tráfico de drogas, roubo, homicídio, porte/posse de arma de fogo e organização criminosa.

A prisão desta terça aconteceu no terminal Ponta da Espera em São Luís, quando o investigado desembarcava a fim de manter a sua condição de foragido.

Segundo a Polícia Civil, o autuado seria um proprietário de grande estabelecimento comercial em município maranhense, que já havia sido preso pelos crimes de tráfico de drogas, posse de arma de fogo e homicídio.

Durante a operação foram apreendidos aparelhos eletrônicos e cadernos de anotações, que serão analisados a fim de identificar a participação de outros criminosos.

Após os procedimentos de praxe, o investigado foi encaminhado à unidade prisional, onde aguardará à disposição do Poder Judiciário.

Até o momento 30 investigados foram presos, alguns dos quais em flagrante na posse de armas de fogo e substâncias entorpecentes.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.