Covid-19

Laboratório Central contabiliza análise de mais de mil amostras do Inquérito Sorológico

Inquérito está sendo realizado em 69 municípios maranhenses.
Divulgação / SES05/08/2020 às 09h53
Laboratório Central contabiliza análise de mais de mil amostras do Inquérito SorológicoMais de 1.000 amostras já foram analisadas pelo Lacen. (Foto: divulgação / SES)

SÃO LUÍS - As amostras do Inquérito Sorológico já estão sendo enviadas para o Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen-MA), onde equipes trabalham para analisar todo o material que servirá como base para o resultado final do estudo. O Inquérito, conduzido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) em parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), avaliará o cenário atual da pandemia no estado. Mais de 1.000 amostras já foram analisadas pelo Lacen.

Saiba mais:

Inquérito Sorológico de Infecção por Covid-19 é iniciado em municípios maranhenses

Flávio Dino anuncia inquérito sorológico no combate à subnotificação no Maranhão

Desde o último dia 27, equipes realizam em 69 municípios, contemplando todas as 19 Regionais de Saúde do Maranhão, a pesquisa domiciliar com aplicação de teste sorológico que servirá como base para Inquérito Sorológico de Infecção por Covid-19 no Maranhão.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destaca a importância desse levantamento. “Nós precisamos ter uma estimativa real de quantas pessoas de fato foram acometidas pela Covid-19 no Maranhão. Com o resultado do Inquérito Sorológico em mãos, será possível avaliar melhor as decisões já tomadas e definir com clareza os próximos passos em relação ao combate à doença no estado”, disse o gestor.

Diretor geral do Lacen-MA, Luiz Fernando Ramos Ferreira, conta que o Laboratório Central está analisando cerca de 200 amostras por dia. “Essas amostras chegam ao longo do dia e, assim que elas chegam, as equipes começam a preparação e análise. Estamos trabalhando em parceria com as Regionais de Saúde que encaminham o material através da logística organizada pelo Laboratório Central e a Vigilância Epidemiológica”, esclarece Luiz Fernando.

Até o último fim de semana, a coleta já havia sido concluída em 26 dos 69 municípios que estão participando do estudo. Nos demais municípios, o processo segue em andamento. Além das amostras coletadas, mais de 2.400 entrevistas já foram realizadas.

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Léa Márcia Melo da Costa, ressalta a agilidade das equipes na realização das entrevistas e coletas e no encaminhamento das amostras ao Lacen. “A UFMA fez uma previsão de seis entrevistas diárias e nós conseguimos avançar e chegamos a fazer até 12 por dia. Dessa forma, esperamos que até o fim desta semana já tenhamos encerrado todas a entrevistas e coletas”, afirma a superintendente.

Após o encerramento das entrevistas, coleta e análise das amostras, a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), parceira da Secretaria de Estado da Saúde (SES) no estudo, fará a análise e tabulação dos dados para a posterior divulgação dos resultados da pesquisa.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.