Proteção

Máscaras feitas por detentos serão doadas a alunos no Maranhão

Aulas presenciais devem recomeçar em agosto.
Imirante.com, com informações do Governo do Maranhão27/06/2020 às 11h31
Máscaras feitas por detentos serão doadas a alunos no MaranhãoNo total, serão mais de 1 milhão de máscaras, feitas com utilização da mão de obra carcerária. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - Máscaras de proteção, produzidas por internos do sistema prisional do Maranhão, serão doadas para mais de 300 mil alunos e profissionais da rede estadual de ensino. A iniciativa, resultado de parceria entre as Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e de Educação (Seduc), irá beneficiar cerca de mil escolas estaduais.

A previsão é que as máscaras sejam entregues aos estudantes e profissionais da educação a partir de agosto, mês previsto para que as aulas presenciais recomecem. Durante as aulas, as escolas deverão seguir os protocolos de segurança de acordo com as organizações de saúde, e uma das medidas é o uso de máscaras pelos estudantes e profissionais.

Nesta semana, o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Murilo Andrade de Oliveira, realizou a entrega simbólica das máscaras de proteção ao secretário da Seduc, Felipe Camarão. No total, serão mais de 1 milhão de máscaras, feitas com utilização da mão de obra carcerária, entregues à rede estadual de educação.

Desde abril, mais de 300 detentos do sistema prisional do Maranhão trabalham na confecção de máscaras de proteção. A meta de produção diária é de cerca de 30 mil máscaras. O trabalho acontece nas 5 malharias instaladas no Complexo Penitenciário de São Luís.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.