Levantamento

Maranhão é o 2º Estado que mais desobedece o distanciamento social

Levantamento faz parte da primeira etapa nacional de uma pesquisa coordenada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel).
Imirante.com, com informações do G1-MA26/05/2020 às 11h13
Maranhão é o 2º Estado que mais desobedece o distanciamento socialPessoas aglomeradas em ponto de ônibus na Rua Cinco de Janeiro, bairro Jordoa, em São Luís, na manhã da última segunda-feira (25). (Foto: Adriano Soares / Imirante.com)

SÃO LUÍS - Dados de uma pesquisa que está sendo desenvolvida pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) mostram que o Maranhão é o segundo pior estado brasileiro a cumprir as medidas de distanciamento social, durante a pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Saiba mais:

São Luís tem ruas lotadas no primeiro dia de reabertura gradual do comércio

Maranhão registra 817 mortes pelo novo coronavírus, e número de casos confirmados chega a 24.278

O levantamento faz parte da primeira etapa nacional de uma pesquisa coordenada pela UFPel, e foi realizado durante uma semana, de 14 a 21 de maio, para testar a presença da doença na população. Os dados foram obtidos diretamente por meio das respostas dos participantes ao questionário aplicado pelos pesquisadores.

Com uma taxa de 47,2% de distanciamento social, o Maranhão só ficou à frente de Alagoas, que apresentou 46,8%. Ao lado de Roraima, com 47,3%, ambos foram os únicos estados do Brasil que apresentaram taxas abaixo da metade dos entrevistados. O estado de melhor índice foi Santa Catarina, com 69%.

A Grande São Luís (Região que abrange a capital maranhense e os municípios de Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar) foi a primeira do Brasil a decretar o 'lockdown' (bloqueio total) dos serviços não-essenciais. A medida durou 13 dias no Estado, que atualmente vive o processo de abertura gradual do comércio.

A pesquisa também revelou que o Brasil tem sete vezes mais contaminados por Covid-19 do que mostram as estatísticas oficiais, aponta pesquisa nacional. Levantamento fez 25.025 entrevistas em 133 municípios. Entre as conclusões está que 1,4% da população tem anticorpos para a doença.

Coronavírus no Maranhão

O último boletim emitido pela SES, na noite dessa segunda-feira (24), mostra os números da Covid-19 no Maranhão. De acordo com o balanço, 817 mortes e 24.278 casos confirmados do novo coronavírus já foram contabilizados em todo o Estado, sendo de 3,36% a taxa de letalidade da doença no Maranhão.

De acordo com o boletim da SES, 209 municípios do Maranhão já registraram casos confirmados do novo coronavírus, ou seja, 96,3% das cidades do estado contam com pacientes infectados pela Covid-19. São Luís (8.068), Imperatriz (1.506), Chapadinha (767), Santa Inês (756) e São José de Ribamar (654) são os cinco municípios maranhenses com o maior número de casos do novo coronavírus.

A SES revela ainda que 5.941 pessoas já se recuperaram do novo coronavírus no Maranhão, com 670 pacientes infectados pela Covid-19 recebendo alta nas últimas 24 horas. Essas pessoas tiveram a recuperação confirmada e foram liberadas de acordo com a orientação do Ministério da Saúde, já que passaram 14 dias em isolamento, a contar da data de início dos sintomas, e continuam assintomáticas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.