Em meio à pandemia

Profissionais da Saúde relatam falta de equipamentos de proteção no Maranhão

Falta máscara N95, touca, avental e álcool em gel, segundo reclamações recebidas pelo Coren-MA.
Imirante.com03/04/2020 às 08h26
Profissionais da Saúde relatam falta de equipamentos de proteção no MaranhãoEscassez de Material de Proteção Individual se estende por todo o país. (Foto: Agência Brasil)

SÃO LUÍS – Vinte e nove reclamações já foram recebidas pelo Conselho Regional de Enfermagem do Maranhão (Coren-MA) sobre a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em hospitais do Estado.

Os dados foram repassados pelo próprio Conselho de Enfermagem ao Imirante.com e se referem ao período de 18 de março a 2 de abril, com relatos sobre hospitais da capital e do interior do Estado

Os utensílios em falta mais citados nas reclamações são: máscara N95, touca, avental e álcool em gel. Muitos são essenciais e recomendados pelas autoridades sanitária neste momento em que o mundo enfrenta a pandemia do novo coronavírus.

Essa escassez de Material de Proteção Individual se estende por todo o país. Procuradas, as assessorias de comunicação da Prefeitura de São Luís e do governo do Maranhão não responderam sobre a situação do Estado.

O Maranhão contabiliza 71 casos confirmados da covid-19, segundo último boletim divulgado na noite dessa quinta-feira (2).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.