Podcast

Imicast: A diferença entre gangue e facção no Brasil está além da nomenclatura

No contexto brasileiro, facção e gangue são conceitos distintos. Nos EUA, as duas instâncias se confundem, pois o aspecto financeiro suplanta a disputa entre bairros.
Nelson Melo / O Estado MA14/02/2020 às 18h43
Imicast: A diferença entre gangue e facção no Brasil está além da nomenclaturaFoto: Divulgação

O crime organizado é a estrutura empresarial do crime comum, que é a modalidade tradicional de atuação de bandidos, ou seja, de forma improvisada. Antes dos anos 1970, essa prática era a regra no Brasil, tendo em vista que a primeira facção criminosa do País iniciou suas atividades no Rio de Janeiro, no final daquela década. Nesse ponto, surge um questionamento: se havia várias gangues, esse contexto não poderia ser caracterizado como uma criminalidade avançada, em termos de violência urbana? Não, porque existem diferenças entre gangues e facções criminosas.


De acordo com o pesquisador Antônio Marcos Melo Costa, mestre em História pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), gangue é um termo utilizado pelas principais mídias impressas dos Estados Unidos, que foi reapropriado para a realidade brasileira, incluindo a ludovicense. Esse vocábulo, portanto, carrega um cotidiano de marginalidade e criminalidade atribuído aos seus membros. Os agrupamentos também ficaram conhecidos como “galeras” em São Luís/MA.


O historiador frisa que existem diferenças pontuais entre as gangues dos Estados Unidos da América e as do Brasil, como defende a socióloga Miriam Abramovay. Uma das principais distinções é o fator empresarial e longevidade de seus membros no contexto do grupo. Conforme Antônio Marcos Melo Costa, nos EUA, as gangues se caracterizam pelo aspecto financeiro, que garante a permanência dos integrantes por um bom tempo nos agrupamentos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.