Em São Luís

Sem acordo com o SET, rodoviários podem entrar em greve na sexta-feira (14)

Segundo o sindicato, os patrões insistem em retirar os direitos dos trabalhadores rodoviários, como exigir o fim da função de cobrador de ônibus.
Imirante.com, com informações da STTREMA11/02/2020 às 16h30
Sem acordo com o SET, rodoviários podem entrar em greve na sexta-feira (14)“Queremos deixar toda a população ciente, que sem acordo, o transporte público de São Luís, infelizmente, vai parar”, afirma Isaías Castelo Branco. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – Na próxima sexta-feira (14), os trabalhadores rodoviários da Grande Ilha poderão cruzar os braços. A informação foi divulgada nesta terça (11), pelo Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (STTREMA). Segundo o sindicato, os patrões insistem em retirar os direitos dos trabalhadores rodoviários.

“Janeiro é o mês em que as partes (rodoviários e empresários) discutem os itens da nova Convenção Coletiva de Trabalho, documento que estabelece todos os direitos da categoria. A proposta dos trabalhadores foi encaminhada com antecedência, para o sindicato patronal. A contraproposta dos patrões é no mínimo, vergonhosa”, afirma a nota divulgada pelo presidente do STTREMA, Isaías Castelo Branco.

De acordo com o Sindicato, os empresários querem acabar com vários direitos dos trabalhadores, como plano de saúde, manter o valor atual do tíquete de alimentação para os motoristas e reduzir o valor para os cobradores. Outra questão apontada como grave, pelo STTREMA, é que os patrões estariam exigindo o fim da função de cobrador de ônibus.

“Não podemos tolerar, muito menos aceitar essa proposta, que foi rejeitada por unanimidade por todos os rodoviários presentes na Assembleia realizada semana passada na sede da entidade. Diante dos fatos, não resta outra alternativa para os trabalhadores, que não seja cruzar os braços”, afirma o Sindicato.

Ainda de acordo com o STTREMA, a classe patronal recebeu o prazo de 72 horas para apresentar uma nova proposta, mas já se passaram mais de 24 horas e, até o momento, não houve contato do Sindicato das Empresas de Transportes (SET) com o Sindicato dos Rodoviários.

“Continuamos aguardando, mas queremos deixar toda a população ciente, que sem acordo, o transporte público de São Luís, infelizmente, vai parar. Pedimos desculpas pelos transtornos, mas desde já, contamos com a compreensão de todos”, afirma Isaías Castelo Branco.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.