EM FLAGRANTE

Polícia desfalca associação criminosa que praticava "saidinha bancária" em SL

Quatro homens, nenhum deles do Maranhão, vinha praticando tal modalidade de roubo na capital maranhense.
IMIRANTE.COM, COM INFORMAÇÕES DA POLÍCIA CIVIL - MA13/09/2019 às 23h43
Anderson da Silva Pereira, Ivando Pereira da Silva e Eduardo Alan da Costa e Silva, ambos do estado do Pará e Erivaldo Alvez Felix, do Ceará. / Foto: Divulgação.

SÃO LUÍS - Investigações realizadas pela Polícia Civil do Maranhão decorrentes de vários registros de uma modalidade de roubo, conhecida como “saidinha bancária”, prendeu uma associação criminosa especializada na prática no fim da tarde desta sexta-feira (13) em São Luís. Nenhum dos criminosos, presos em flagrante, é do Maranhão.

Durante a operação, a Polícia Civil prendeu Rafael Anderson da Silva Pereira, Ivando Pereira da Silva e Eduardo Alan da Costa e Silva, ambos do estado do Pará e Erivaldo Alvez Felix, do Ceará. Sob a posse dos criminosos estava uma pistola, calibre 380.

Arma apreendida. / Foto: Divulgação.

Leia também:

Presos acusados de praticarem assalto em igreja no Cohafuma

Presos acusados de envolvimento na morte de empresário goiano no Maranhão

Segundo a Polícia Civil do Maranhão os presos nesta tarde são suspeitos, ainda, de praticarem outros roubos em seus respectivos estados, no Pará e Ceará. Durante as prisões, ficou evidenciado que Rafael Anderson da Silva é o líder do grupo criminoso, o qual já possuía um mandado de prisão emitido pelo estado do Pará, com condenação definitiva, por roubo qualificado.

Material apreendido com o grupo criminoso. / Foto: Divulgação.
Carro apreendido com o grupo criminoso. / Foto: Divulgação.

Vítimas da quadrilha já identificaram os presos pelos roubos cometidos na capital maranhense. Os quatro foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.