Investigação

Presos suspeitos de envolvimento na morte de jovem desaparecido

O corpo de Marcelo Alves dos Reis ainda não foi encontrado.
Imirante.com, com informações da Mirante AM06/06/2019 às 17h16
Presos suspeitos de envolvimento na morte de jovem desaparecidolexandre Santos Silva e Luís Henrique Lima Fernandes Filho. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – Três pessoas foram presas, nesta quinta-feira (6), no Conjunto São Raimundo, em São Luís, suspeitos de envolvimento na morte de Marcelo Alves dos Reis, o qual teria sido assassinado no dia 3 de março de 2019.

Os presos foram identificados como: Alexandre Santos Silva, Luís Henrique Lima Fernandes Filho e Layane Santos Santana, os quais são integrantes de uma facção criminosa que atua na região do São Raimundo.

Segundo a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), desde o desaparecimento de Marcelo Alves, no último dia 3 de março, a Polícia Civil iniciou as investigações e descobriu que o jovem foi vítima de homicídio na região da base aérea em São Luís. Porém, o corpo ainda não foi encontrado, pois a região é difícil acesso.

Durante as investigações, a polícia descobriu que no dia do crime Marcelo Alves, que era morador do Sol e Mar, foi chamando pela namorada para ir na casa dela no São Raimundo. Quando o jovem chegou ao bairro, ele foi pego por um grupo criminoso que o matou, por achar que a vítima era integrante de uma facção rival.

A polícia conseguiu identificar os suspeitos de terem envolvimento no crime e representou pela prisão temporária deles, sendo que três mandados foram cumpridos no início da tarde desta quinta. Alexandre Santos Silva, Luis Henrique Lima Fernandes Filho e Layane Santos Santana estão sendo ouvidos pela polícia, que tenta descobrir a exata localização do corpo de Marcelo Alves dos Reis.

A polícia também fez a apreensão da namorada de Marcelo, que é adolescente. Ela afirmou em depoimento que atraiu o namorado para o seu bairro, após ser ameaçada de morte pelos criminosos da região.

Mais pessoas suspeitas de envolvimento no caso devem ser presas nos próximos dias.

Ouça, na reportagem de Alessandra Rodrigues da Mirante AM, mais detalhes sobre o caso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.