Alerta

Em quatro dias, dois casos de meningite são notificados em São Luís

Secretaria do Estado da Saúde (SES) descarta a hipótese de surto da doença.
Imirante.com29/05/2019 às 12h33
Em quatro dias, dois casos de meningite são notificados em São LuísSegundo a SES, todas as medidas de prevenção e controle em relação aos casos estão desenvolvidas. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS – Nos últimos dias dois casos de meningite foram notificados em São Luís e Região Metropolitana, de acordo com nota informativa divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES), nessa terça-feira (28).

Leia também:

Campanha chama a atenção para importância da prevenção da meningite

SES alerta para importância da vacina contra meningite​

De acordo com o informativo, os dois casos notificados, registrados pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), foram de uma criança de quatro anos, que deu entrada em um hospital particular de São Luís, na última quinta-feira (23), cujo diagnóstico laboratorial confirmou meningite viral, e de uma jovem de 24 anos, residente do município de Paço do Lumiar, que deu entrada, na segunda-feira (27), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do bairro Cidade Operária apresentando os sintomas da doença. A paciente encontra-se em observação, aguardando resultado de exames.

Segundo a SES, todas as medidas de prevenção e controle em relação aos casos estão desenvolvidas.

Ainda segundo o informativo, em 2019 já foram notificados em todo o Estado 124 casos entre suspeitos e confirmados de meningite, sendo 44 confirmados, desse total, 13 mortes e 81 casos descartados.

Só em São Luís, foram confirmados 14 casos, sendo cinco óbitos.

Procurada pelo Imirante.com, por meio de nota, a SES informou que assegura não haver vínculo epidemiológico entre os casos de meningite no Maranhão, e ressalta que não há indicação de fechar escolas e creches.

Veja a nota na íntegra:

"A Secretaria de Estado da Saúde (SES) assegura que não há vínculo epidemiológico entre os casos de meningite no Maranhão, de modo que não é possível falar em surto da doença, o que aconteceu pela última vez em 2012 no estado.

Por essa razão, a SES ressalta que não há indicação de fechar escolas e creches, mas reforça a importância de manter medidas preventivas como a vacinação de bebês (3, 5 e 12 meses) e adolescentes (11 a 14 anos incompletos), além de manter ambientes ventilados e a lavagem das mãos.

Por fim, a Secretaria comunica que todos os casos notificados são investigados e as medidas de prevenção e controle adotadas."

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.