Extorsão

Suspeito é preso por extorsão a moradores de condomínio em São Luís

Lourimar de Jesus Sousa Santos se auto declarou síndico e cobrava uma taxa de R$ 30 para os moradores terem acesso a seus apartamentos.
Imirante.com, com informações da rádio Mirante AM16/04/2019 às 10h35
Suspeito é preso por extorsão a moradores de condomínio em São LuísLourimar de Jesus Sousa Santos. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS – Foi preso na tarde dessa segunda-feira (16), um homem suspeito de extorsão a moradores de um condomínio de apartamentos do programa Minha Casa, Minha Vida, localizado próximo a Vila Pavão Filho, em São Luís.

De acordo com os moradores do condomínio recém-entregue, o homem, identificado como Lourimar de Jesus Sousa Santos, cobrava uma taxa de R$ 30 para que os moradores pudesse entrar no condomínio Eco Tajaçuaba.

Na tarde dessa segunda-feira (15), um morador, ao tentar ter acesso a seu apartamento, foi barrado por Lourimar de Jesus. A vítima só conseguiu entrar em sua residência, pela parte de trás do condomínio, por uma área de matagal. Com ajuda de outros moradores, conseguiu entrar, pegar alguns objetos e documentos pessoais e se dirigir a Delegacia do São Raimundo, onde foi ouvido pelo delegado Murilo Lapenda, do 15º DP.

Em seu depoimento, o morador relatou que chegou, até mesmo, a ser ameaçado por Lourimar de Jesus que, segundo ele, anda portando uma arma de fogo e se diz ser agente penitenciário.

Tomando conhecimento da situação, equipes da Polícia Civil se deslocaram até o condomínio. Ao chegarem no local, os policiais encontraram Lourimar de Jesus na portaria do residencial, onde o suspeito havia fixado uma corrente para impedir o livre acesso dos moradores. Com ele, a polícia encontrou, ainda, uma lista de pagamentos contendo mais de 150 moradores e cobranças de taxas diversas, além de recibos.

De maneira anônima, o delegado Murilo Lapenda questionou a Lourimar o que ele estava fazendo ali, o suspeito informou que para entrar no condomínio era necessário pagar uma taxa de R$ 30. Foi nesse momento que o pseudossíndico recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante pelo crime de extorsão.

Ouça a entrevista:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.