Abandono de incapaz

Mãe que abandonou bebê na Cidade Operária se apresenta na delegacia

Lisiane Castelo Branco afirma que não sabe porque deixou o bebê na rua, dentro de uma bolsa.
Imirante.com08/04/2019 às 17h29
Mãe que abandonou bebê na Cidade Operária se apresenta na delegaciaO recém-nascido foi abandonado, em uma rua no bairro da Cidade Operária, no último dia 3 deste mês. (Reprodução)

SÃO LUÍS - Na manhã desta segunda-feira (8), a mulher que abandonou o filho, recém-nascido, em uma rua no bairro da Cidade Operária, no último dia 3 deste mês, se apresentou na Delegacia Especial da Cidade Operária (Decop), acompanhada de um advogado. A mãe da criança foi identificada como Lisiane Castelo Branco, de 31 anos.

Relembre o caso:

Bebê recém-nascido é abandonado dentro de bolsa na Cidade Operária

Imagens podem ajudar a identificar quem abandonou bebê na Cidade Operária

Segundo informações da delegada Ivy Cutrim de Menezes, a mulher prestou depoimento na delegacia e afirmou que sua atitude foi por impulso, algo que ela não sabia explicar. Lisiane Castelo Branco disse, ainda, que sabia do risco de deixar a criança dentro de uma bolsa pequena em um local exposto, mas acreditava que nada de ruim iria acontecer com o menino. A mulher contou, também, que não conhecia ninguém no local onde abandonou o bebê, ela disse que, simplesmente, estava a caminho de casa, quando parou na rua e deixou a criança dentro da bolsa.

Lisiane alegou que, logo após deixar a criança na rua, ela olhou para trás e se arrependeu, porém não soube explicar o porquê de não ter voltado para pegar o bebê de volta.

A Comissão de Direitos da Criança e Adolescente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional Maranhão, está acompanhando o caso. E agora, a polícia trabalha no sentindo de obter a identidade do pai do bebê, pois a mãe só soube dizer o pré-nome do genitor, alegando que o relacionamento com o homem foi muito rápido, não sabendo nada sobre ele.

Lisiane Castelo Branco, que não tem parentes em São Luís, tem mais dois filhos, uma menina de 7 anos e um menino de 3 anos de idade, os quais moram na cidade de Anajatuba, interior do Maranhão, com a avó materna.

Segundo a delegada Ivy Cutrim, Lisiane Castelo Branco vai responder, na Justiça, pelo crime de abandono de incapaz. E a polícia investiga se houve a colaboração de outras pessoas no caso.

Ouça, na reportagem de Alessandra Rodrigues da Mirante AM, mais detalhes sobre o caso:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.