Ação criminosa

Homem é preso após tentar aplicar golpe à uma agência bancária no Cohatrac

Denilson Moreira Mello, de 34 anos, apresentou documento falso para pegar herança de idoso falecido em 2014.
Imirante.com23/02/2019 às 09h58
Homem é preso após tentar aplicar golpe à uma agência bancária no CohatracDenilson Moreira Mello já possuía registro pelo mesmo tipo de crime. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - Um homem, suspeito de aplicar golpe em uma agência bancária do bairro Cohatrac, foi preso em flagrante nessa sexta-feira (22), pela Polícia Civil, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

De acordo com as informações da polícia, o suspeito foi identificado como Denilson Moreira Mello, de 34 anos.

No momento da sua prisão, Denilson tentava aplicar mais um golpe em uma agência bancária do bairro do Cohatrac. Segundo as investigações do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO), o suspeito faz parte de uma associação criminosa que vem agindo nos últimos dias falsificando identidades, procurações e escrituras públicas, para conseguir sacar grandes valores provenientes de heranças que estejam depositadas em contas bancárias em nome dos espólios.

Ainda segundo a polícia, na última tentativa de golpe, Denilson foi à agência do Banco do Brasil, apresentou a identidade de Nikollas Melo Tavares e uma escritura pública de inventário e partilha que dizia ser ele o único herdeiro da quantia de R$ 327.090,14. Este valor pertencia a um senhor falecido no ano de 2014.

Já na delegacia, o suspeito insistiu que era a pessoa da identidade apresentada, mas a equipe conseguiu chegar ao seu verdadeiro nome, com o qual já possuía registro criminal pelo mesmo tipo de crime, inclusive com mandado de prisão em aberto pela vara de execuções penais, uma vez que estava foragido desde o ano de 2015, quando fugiu do sistema prisional maranhense mediante abuso de confiança.

Denilson foi levado para a sede da Seic e, após as formalidades legais, foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerá à disposição da justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.