Transporte

Após paralisação da 1001, rodoviários de dez empresas ameaçam parar

Os trabalhadores reivindicam o pagamento de salários e tickets.
Imirante.com, com informações da assessoria23/01/2019 às 15h38
Após paralisação da 1001, rodoviários de dez empresas ameaçam pararA paralisação vai ocorrer caso as empresas não paguem os salários dos funcionários (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - O Sindicato dos Rodoviários notificou nesta quarta-feira (23), dois Consórcios com o objetivo de obter o pagamento de de salários e tickets dos trabalhadores. O prazo dado foi de até 72 horas. Caso a determinação não for acatada, a partir da próxima segunda (28), funcionários de 10 empresas ameaçam suspender as operações na Grande São Luís.

Saiba Mais:

Paralisação dos rodoviários do Consórcio 1001 continua em São Luís

Em mais um dia de paralisação de rodoviários, ônibus não saem de duas garagens


Os consórcios notificados pelo Sindicato dos Rodoviários foram Upaon-Açu e Central, que atuam no Sistema de Transporte Público de São Luís. Juntos, os dois Consórcios reúnem dez empresas, oito que integram o Upaon-Açu e duas que pertencem a Central.


Juntos, os dois Consórcios reúnem dez empresas, oito que integram o Upaon-Açu e duas que pertencem a Central. A notificação expedida nesta quarta-feira (23), pelo departamento jurídico do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, concede aos Consórcios um prazo de 72 horas, para que os pagamentos devidos sejam efetuados aos trabalhadores, caso contrário, a operação dessas empresas na Grande São Luís, será suspensa.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Isaias Castelo Branco, os mesmos problemas enfrentados pela 1001, estão sendo enfrentados por outras empresas e afirmou que as providências legais estão sendo tomadas. “Como entidade, com atribuições legais para defender os interesses e resguardar todos os direitos dos Rodoviários no Estado, não iremos permitir, que pais e mães de família, sejam duramente prejudicados, pelo não pagamento de salários e pela não concessão de benefícios importantes, como é o caso do ticket alimentação.”, conclui Isaias Castelo Branco.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.