Projeto CentroGold

Moradores de Centro Novo começam a ser treinados no Pará

A MCT Mineração, uma das empresas do grupo Avanco/OZ Minerals, a primeira a pesquisar exclusivamente ouro.
Publipost19/11/2018 às 10h55
Moradores de Centro Novo começam a ser treinados no ParáMCT Mineração (Foto: Divulgação)

A MCT Mineração, uma das empresas do grupo Avanco/OZ Minerals, a primeira a pesquisar exclusivamente ouro, vem desenvolvendo o Projeto CentroGold, no município de Centro Novo do Maranhão a cerca de 2 anos. O projeto está em fase de
exploração e desenvolvimento, a previsão é que no segundo semestre de 2020 iniciem os trabalhos para sua implantação, para que até o fim de 2021 CentroGold entre em operação.

A MCT iniciou no mês de agosto com quatro funcionários de Centro Novo do Maranhão, o processo de aprendizado e
treinamento de mina, em Curionópolis (PA). Os moradores de Centro Novo, foram contratados como trainees e têm a oportunidade de conhecer o empreendimento e aprenderem a trabalhar numa grande mineração, com carteira assinada, benefícios, equipamentos de proteção e salários.

“Eu não tinha ideia de como era uma mina. Estou impressionado com o que temos visto, é tudo muito grandioso, mas ao mesmo tempo tudo funciona com perfeição! A empresa tem uma estrutura muito bem organizada em Antas Norte (PA). Fomos muito bem recepcionados”, relatou Orlando Botelho Alves, que integra o grupo de trainees.

“A maioria dos moradores de Centro Novo acha que não é bom para o município ter uma mina, eles pensam que serão gerados danos aos rios, assim como acontece com os garimpos ilegais que tem por lá. Mas aqui, em Antas Norte, vi que a mineração é totalmente diferente da forma como atuam os garimpeiros, há todo um cuidado com os rios, com os animais e com o meio ambiente como um todo, portanto, tenho certeza que será um grande benefício para Centro Novo ter um projeto de mineração como este”, afirmou o trainee Aurélio Marlon, ambos em relatos para a jornalista local Karine Gomes.

De acordo com o geólogo Jailson Araújo, gerente geral do CentroGold, há 55 pessoas da comunidade de Centro Novo trabalhando nas pesquisas regionais do projeto, contratadas diretamente pela MCT ou por suas terceirizadas. A contratação de mão de obra local é uma das políticas de atuação da mineradora, que contribui com o desenvolvimento social e econômico das comunidades em que atua.

Sobre o envio dos trainees de CentroGold para treinamento no Pará, Jaílson destacou que o objetivo principal foi prepará-los profissionalmente para a atuação no projeto, e a empresa tem buscado alternativas, em parceria com o governo municipal de Centro Novo, para fomentar a oferta de cursos técnicos e profissionalizantes, especialmente na área da mineração.

“Estamos em contato com o governo do município para a implantação do polo do Instituto Federal Tecnológico do Maranhão (IFMA), em Centro Novo, a ideia é começar este ano com os cursos à distância. Também estamos buscando parcerias para a disponibilização de cursos por meio do SENAI”, informou Jailson Araújo, continuando ele disse: "Gostaríamos de em breve começar a implantar o Projeto em Cipoeiro e depois Chega Tudo, para isso precisamos de apoio das autoridades do executivo e judiciário em São Luiz, serão 800 empregos na construção e quase 400 diretos na operação por mais de 10 anos, Centro Novo de hoje vai ficar no passado e teremos uma Novo Centro Novo, onde emprego, oportunidades, escolas, capacitação e renda não vão faltar. A comunidade e prefeitura nos cobram diariamente e estamos prontos para começar a mudar esta história, deixando para trás o Desemprego, Garimpo, Miséria, Poluição e Pobreza, substituindo Emprego, Industria, Renda e Sustentabilidade".

A condução do processo seletivo dos trainees para o projeto CentroGold foi efetivada por Sebastião Amorim, que atua no setor de Relações Institucionais e Comunidade da Avanco/OZ, em Centro Novo.

Galeria de fotos

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.