Paralisação de Caminhoneiros

Advogado dos caminhoneiros autônomos fala sobre paralisação

"A recomendação jurídica que temos dado aos nossos irmãos companheiros é que continuem a paralisação até que realmente tenha uma proposta política séria”, explicou Cristian Cavalcante.
Imirante.com, com informações da Mirante AM28/05/2018 às 12h02
Advogado dos caminhoneiros autônomos fala sobre paralisaçãoAdvogado dos Caminhoneiros Autônomos, Cristian Silva Cavalcante. ( Foto: Domingos Ribeiro / Mirante AM)

SÃO LUÍS – O advogado dos Caminhoneiros Autônomos, Cristian Silva Cavalcante, falou em entrevista ao repórter Domingos Ribeiro, da rádio Mirante AM, nesta segunda-feira (28), sobre a paralisação do caminhoneiros.

Segundo o Cristian Cavalcante, a proposta feita pelo governo federal não foi levada a sério pela classe. “Na verdade, essa proposta não pode ser levada a sério. Ela é uma proposta que tem um prazo determinado, quando não leva em conta que a mais uma década os caminhoneiros vem sofrendo pelo julgo dessa política nefasta”, relata o advogado.

Cristian Cavalcante destaca que não ha representação dos caminhoneiros autônomos em Brasília. “Foram escolhidos alguns chefes a dedo, aonde foram feitas essas propostas. Não tem como prosperar assim. Por essa razão, a recomendação jurídica que temos dado aos nossos irmãos companheiros é que continuem a paralisação até que realmente tenha uma proposta política séria. Não com prazo determinado”, explicou ele.

Sobre a quantidade de caminhoneiros autônomos, Cristian Cavalcante disse que Michel Temer estaria enganado, pois eles são a maioria no país. “O presidente afirmou que era uma minoria radical na paralisação. Ontem nós mostramos aqui nas ruas da capital que não é. Pelo contrário, é a grande maioria. Inclusive com o apoio da população”, diz o advogado.

Ouça a entrevista do advogado Cristian Cavalcante ao repórter Domingos Ribeiro:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.