Latrocínio

Preso um dos suspeitos envolvido no assassinato do delegado federal

A Polícia Federal emitiu nota de pesar, lamentando a perda de David Farias de Aragão.
Imirante.com06/05/2018 às 13h28
Preso um dos suspeitos envolvido no assassinato do delegado federal David tinha 36 anos e chefiava a Delegacia de Repressão aos Crimes Fazendários. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS – A Polícia Federal efetuou a prisão de um dos três suspeitos envolvidos no crime que resultou na morte do delegado federal David Farias de Aragão, na noite desse sábado (5), no Araçagy.

Saiba mais: Delegado federal é assassinado durante festa de aniversário da filha, no Araçagi

Em nota de pesar, a PF lamentou a perda e informou que continuará desempenhando buscas para efetuar a prisão dos demais criminosos. O inquérito policial que apurará o latrocínio já foi instaurado e será conduzido pela Polícia Civil do Estado do Maranhão.

David Farias tinha 36 anos e era responsável por chefiar a Delegacia de Repressão aos Crimes Fazendários. O delegado foi vítima de três golpes de faca contra o abdômen, chegando a ser também alvejado com tiros de arma de fogo.

O sepultamento do delegado está previsto para ocorrer às 16h e será realizado no Parque da Saudade, no Vinhais, em São Luís.

Veja a nota na íntegra:

NOTA DE PESAR

Com profundo pesar, a Superintendência da Polícia Federal no Maranhão lamenta o trágico falecimento nesta data, 06 de maio, do Delegado de Polícia Federal DAVID FARIAS DE ARAGÃO, ocorrido durante assalto em sua residência localizada em São Luís/MA. O estimado colega era natural desta capital, tinha 36 anos, era casado e tinha duas filhas. Ingressou na Polícia Federal há mais de doze anos, com atuação exemplar e comportamento louvável, coordenou várias operações policiais e contribuiu intensamente em ações de combate ao crime. Atualmente chefiava a Delegacia de Repressão aos Crimes Fazendários. Logo após o crime, a Polícia Federal, em um esforço de todo seu efetivo, iniciou os trabalhos que já culminaram com a prisão de um dos três envolvidos no crime. O inquérito policial que apurará o latrocínio já foi instaurado e será conduzido pela Polícia Civil do Estado do Maranhão. A Polícia Federal continuará envidando todos os esforços possíveis para colaborar na elucidação dos fatos e prisão dos criminosos, solidarizando-se com familiares, amigos e colegas de trabalho, lamentando profundamente o triste episódio que retirou, de forma precoce, a vida do policial que deixará imensa saudade no nosso convívio. Fica estipulado luto na instituição pelo prazo de 3 dias.

CASSANDRA FERREIRA ALVES PARAZI

Delegada de Polícia Federal Superintendente Regional da SR/PF/MA

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.