Sem plano de saúde

Rodoviários fazem paralisação de advertência na porta da Primor

Ônibus ficaram retidos no início da manhã desta terça (20); classe pede plano de saúde.
Imirante.com, com informações da TV Mirante20/03/2018 às 06h41
Rodoviários fazem paralisação de advertência na porta da PrimorMovimento ocorre em frente à Primor. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

SÃO LUÍS – Rodoviários realizam uma paralisação de advertência em frente à garagem da empresa Primor, na capital maranhense, na manhã desta terça-feira (20), para reivindicar o plano de saúde da categoria. O sindicato chama atenção de quem passa pelo local para informar a situação dos trabalhadores de todas as empresas da capital.

Apesar de estar sendo descontado na folha de pagamento dos rodoviários, o valor correspondente ao plano de saúde não estaria sendo repassado à operadora. Com isso, os trabalhadores são impedidos de usufruir dos serviços.

O movimento começou nas primeiras horas desta terça, e o sindicato vai aguardar uma resposta da empresa sobre a regularização do benefício. "Hoje, é a Primor. Amanhã, vamos passar para outra empresa. Nós vamos parar empresa por empresa", afirmou o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, Isaías Castelo Branco.

A população da regiões do Vinhais, Bequimão, Vicente Fialho e adjacências está sendo afetada com esta redução na oferta de coletivos.

Ouça a entrevista do presidente do sindicato para a Rádio Mirante AM:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.