Blitz Urbana

"Não compactuamos com qualquer ato ilegal”, diz titular da Semurh após prisão de fiscais

O secretário Mádison Leonardo comentou a prisão dos três técnicos de fiscalização da Blitz Urbana, ocorrida nesta terça-feira (6).
Imirante, com informações da Semurh06/03/2018 às 18h30

SÃO LUÍS - O titular da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), Mádison Leonardo, comentou a prisão dos três técnicos de fiscalização da Blitz Urbana, ocorrida nesta terça-feira (6), em São Luís. O secretário foi categórico ao dizer que não há espaço para práticas ilegais na gestão municipal.

Saiba mais: Três fiscais da Blitz Urbana são presos suspeitos de corrupção

"Não compactuamos com qualquer ato ilegal de nossos servidores. Lamentamos e vamos aguardar os resultados das investigações”, disse o titular da Semurh, ressaltando que a prisão só foi possível depois das medidas adotadas pela Prefeitura de abrir processo administrativo, afastá-los das suas funções e comunicar o caso aos órgãos competentes.

Mádison Leonardo disse ainda que “a gestão do prefeito Edivaldo é marcada pela transparência, não há espaço para práticas ilegais”.

Entenda o caso

Os técnicos de fiscalização Rui Façanha Sá Dias, Otilia Silva Passos e Julio César Coelho foram presos nesta terça-feira (6) durante operação da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor).

Ainda em meados de fevereiro, a Semurh recebeu denúncias de vítimas que alegavam a cobrança de vantagens indevidas pelos suspeitos e, prontamente, a Prefeitura abriu Procedimento Administrativo Disciplinar - instrumento pelo qual a administração pública apura as infrações e, se comprovadas, aplica as penalidades previstas.

A Prefeitura também imediatamente comunicou o caso à Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Funcionais e à 23ª Promotoria de Controle Externo das Atividades Policiais, tornando os técnicos-alvo de investigação policial que resultou em suas prisões.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.