Investigação

Preso suspeito de envolvimento em diversos homicídios na zona rural de São Luís

Segundo a polícia, “Zezito” é líder de facção e teria envolvimento em triplo homicídio em retaliação à morte de Chacal.
Imirante.com, com informações da Mirante AM22/02/2018 às 17h00
Preso suspeito de envolvimento em diversos homicídios na zona rural de São Luís

SÃO LUÍS – Nesta quinta-feira (22), a Polícia Civil do Maranhão cumpriu mandando de prisão temporária e preventiva contra José Martins de Oliveira, 39 anos, conhecido como “Zezito”, o qual foi preso em sua residência no bairro do Cohatrac, em São Luís.

Segundo informações do delegado George Marques, da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), “Zezito” é líder de uma facção criminosa que atua na zona rural de São Luís e é autor de vários crimes na região. Inclusive, ele teria participação em um triplo homicídio cometido no dia 13 de novembro de 2017, que vitimou Ronald da Silva Mendes, 18 anos, Wagner Oliveira Rodrigues dos Santos, 25 anos, e Ivan Pereira dos Santos, 25 anos, no bairro de Pedrinhas. O crime teria sido uma retaliação contra a morte de Yuri de Paula Silva, conhecido como “Chacal”, o qual havia sido assassinado um dia antes.

Relembre o caso:

Policial e enteado são mortos por integrantes de facção

Presos acusados de envolvimento na morte de PM e de enteado na estrada da Maioba

Polícia prende terceiro acusado de envolvimento na morte de PM e de enteado

Segundo investigações da Polícia Civil, após a morte de Chacal houve uma série de crimes na Vila Samara, Estiva, Coqueiro e povoado Jacamim, sendo que esses crimes teriam o envolvimento de “Zezito”.

Leia também:

Áreas de São Luís ainda estão na mira da guerra entre facções

Facções criminosas instalam o clima de terror na Grande Ilha

Clima de barbárie predomina na zona rural da capital maranhense

“A polícia está investigando os crimes praticados por Zezito, pois, tudo leva a crer que ele é quem ordenava os homicídios nessas áreas. E no caso específico do triplo homicídio, foi provavelmente retaliação à morte do Chacal, pois aconteceu na noite seguinte à morte dele. E os indivíduos que praticaram o crime foram reconhecidos por testemunhas como pessoas que trabalhavam para Zezito. Não há dúvidas, para a polícia, de que foi ele quem ordenou essas mortes”, explicou o delegado George Marques em entrevista à rádio Mirante AM.

José Martins de Oliveira, o “Zezito”, foi detido e encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

De acordo com a polícia, outros suspeitos de ligação com esse caso já foram identificados e devem ser presos nos próximos dias.

Ouça, na reportagem de Alessandra Rodrigues da rádio Mirante AM, mas detalhes sobre o caso:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.