Acompanhamento

Monitoramento de áreas de risco em São Luís é reforçado pela Defesa Civil

A intenção do poder público municipal é acompanhar a situação e avaliar os impactos das chuvas nas áreas.
Imirante.com / com informações da assessoria18/02/2018 às 18h01
Monitoramento de áreas de risco em São Luís é reforçado pela Defesa CivilA Defesa Civil também orienta as famílias acerca da forma de agir em casos de possíveis deslizamentos ou desabamentos. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - Está sendo intensificado, pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) via Defesa Civil, o serviço de monitoramento das áreas de risco mapeadas na capital maranhense. O trabalho é diário e acontece inclusive nos fins de semana, como neste, por exemplo, onde as equipes da Defesa Civil estiveram vistoriando imóveis nos bairros Vila Lobão, Vila Dom Luís e Residencial João Alberto. A intenção do poder público municipal é acompanhar a situação e avaliar os impactos das chuvas nas áreas.

LEIA TAMBÉM:

Chuva: a angústia de quem mora nas áreas de risco

Mais de 100 casas em área de risco foram demolidas

"A ação que estamos desenvolvendo é continuidade do monitoramento e da campanha educativa, trabalho realizado pela Prefeitura de São Luís ao longo de todo o ano. Intensificando esse serviço, a nossa proposta é visitar todos os 59 pontos de risco da cidade, catalogados pela nossa equipe", ressaltou a superintendente da Defesa Civil Municipal, Elitânia Barros, pontuando que as vistorias são acompanhadas por abordagens educativas, a fim de evitar novas ocupações em áreas de risco.

Na região da Vila Lobão, foram visitadas as ruas São Raimundo e a Jurandir Filho. Já no Residencial João Alberto, a defesa civil esteve em ruas como Irene de Souza, Amélia Alves e Terezinha de Souza. O trabalho incluiu o monitoramento de bairros como Anil, Novo Angelim, Isabel Cafeteira, Pão de Açúcar, João de Deus, Vila Progresso, Cantinho do Céu, Vila Marinho, Fé em Deus, Pirapora, Cohama e Turu.

Esse monitoramento constante, além de pretender reduzir a quantidade de áreas de risco pela cidade, tem o objetivo de orientar os moradores sobre os perigos de permanecer em locais apontados como de risco, principalmente durante o período chuvoso. A Defesa Civil também orienta as famílias acerca da forma de agir em casos de possíveis deslizamentos ou desabamentos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.