Educação

Estudantes apresentam pesquisa em evento internacional

Objetivo do evento foi discutir questões relacionadas ao ensino das ciências.
Imirante.com, com informações do IFMA02/11/2016 às 07h00

SÃO LUÍS - Com o objetivo de discutir questões relacionadas ao ensino das ciências, aconteceu em Salvador, na Bahia, entre os dias 24 e 26 de outubro, o II Colóquio Internacional sobre Ensino e Didática das Ciências: perseverança e superação escolar. O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) esteve representado no evento pelos estudantes Carmem Campos e Jhonatan Ferreira, do curso de licenciatura em Biologia do campus Monte Castelo. Eles apresentaram pesquisas relacionadas ao ensino que foram orientadas pela professora do IFMA e coordenadora do Laboratório de Ensino de Ciências e Biologia (LECBIO) da instituição, Isabela Mendonça, do qual os estudantes fazem parte.

A estudante Carmem Campos apresentou o trabalho “Uma análise da percepção do professor sobre os ciclos de aprendizagem disciplina de ciências” na forma de e-poster. Já o estudante Jhonatan Ferreira apresentou dois trabalhos: “(Re) contando a educação ambiental: um relato de experiência com contação de história na educação básica”, na forma de e-poster, e “Um olhar sobre a descontinuidade das práticas lúdicas no ensino de ciências em São Luís – MA”, na forma de apresentação oral.

A professora Isabela Mendonça pontuou a relevância dessas pesquisas. “Todos os três trabalhos apresentados no colóquio pesquisam sobre a educação o que traz reflexões e discussões sobre os ciclos de aprendizagem, ludicidade no ensino de ciências e sobre o uso de contação de história no ensino de crianças”, disse. Ela destacou também que os dois estudantes sempre foram atuantes e interessados nas atividades escolares. “Sinto orgulho em ver meus alunos desenvolvendo habilidades como comunicação oral, exposição de ideias, postura etc, além da possibilidade de compartilhar as nossas experiências do campus. Assim, eles levam o nome da instituição e servem de exemplo a outros estudantes”, completou.

A estudante Carmem Campos explica que o seu trabalho se destaca no cenário atual por abordar os ciclos de aprendizagem que envolve a aprendizagem continuada e sem rupturas. “Por se tratar de uma política de organização escolar que não é nova, mas só recentemente está sendo implantada no Brasil, em especial em São Luís, os ciclos de aprendizagem são pouco conhecidos e causam muitas dúvidas na comunidade docente. Nesse sentido é interessante mostrar em que consiste estes ciclos e como a sua organização se dá”, explicou a estudante.

A pesquisa do estudante Jhonatan Ferreira foi desenvolvida com incentivo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) em 2015 e 2016. Ele explica que o objetivo é diagnosticar a ruptura que acontece nas metodologias de ensino da disciplina de Ciências na transição do 5º para o 6º ano do ensino fundamental II. “Não é um tema que envolve somente a ciência em si, mas o ensino das ciências, já que os estudos contemporâneos apontam para a existência de uma cultura científica que deve buscar mecanismos para uma alfabetização científica”, avaliou o estudante.

Os estudantes expõem que a participação em um evento internacional foi de grande relevância para as suas vidas acadêmicas. “Foi muito proveitoso o colóquio. Fiquei feliz em contribuir com o meu conhecimento, além de poder trocar experiências”, contou Carmem Campos. Já Jhonatan Ferreira destacou a importância das contribuições acadêmicas que recebeu. “Todos os diálogos foram muito proveitosos e nos ajudaram a repensar as nossas pesquisas, apontando possibilidades e outros ângulos ainda não abordados por nós”, avaliou Jhonatan Ferreira.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.