Irregularidade

Pecuaristas devem R$ 17 milhões por sonegações na venda de gado

Caso não cumpram o prazo de 20 dias, multa será de 50% sobre o valor.
Imirante.com, com informações da Sefaz28/02/2016 às 10h08

SÃO LUÍS - A Secretaria da Fazenda (Sefaz) intimou 742 pecuaristas que atuam no comércio interno e interestadual de gado no Estado do Maranhão, a recolherem no prazo de 20 dias o valor de R$ 17,5 milhões em ICMS devido em operações de venda dos animais para abate sem o pagamento do tributo.

Caso não cumpram o prazo da intimação para realizar o pagamento, os pecuaristas serão autuados e terão que recolher o ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias) com acréscimo da multa de 50% sobre o valor devido do imposto. Após a autuação e o desfecho do processo administrativo, os devedores são incluídos na Dívida Ativa para a execução judicial do débito e inscrição nos registros da Serasa.

A cobrança surgiu por meio de cruzamentos fiscais, quando a Sefaz identificou que foram realizadas vendas dos estoques de rebanho do Maranhão, o segundo maior do Nordeste, com mais de R$ 7 milhões de cabeças com emissão da Nota Fiscal Avulsa, mas sem o pagamento do ICMS, no período de 2011 a 2015.

No início do ano, para evitar a continuidade da sonegação, o secretário da Fazenda, Marcellus Alves emitiu portaria determinado que, a partir de 1º de janeiro de 2016, as notas fiscais avulsas para a comercialização interestadual de gado bovino fossem emitidas, exclusivamente, nos postos fiscais ou nas agências de atendimento da Secretaria de Fazenda.

A nota fiscal avulsa só poderia ser impressa para acompanhar o transporte da carga, após a baixa no sistema de arrecadação da Secretaria, do pagamento do ICMS incidente sobre a operação. No entanto, nas situações identificadas as notas fiscais foram emitidas sem o pagamento, burlando o sistema de emissão das notas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.