Insegurança

Mato e vandalismo cercam creche de São Luís

Pais de alunos reclamam da falta de segurança na creche Barjonas Lobão.
Neto Cordeiro/Imirante.com18/09/2015 às 07h54

SÃO LUÍS – Pais e funcionários de uma creche da capital maranhense estão convivendo com o medo de serem atacados por suspeitos que rondam o local. Esse é o cenário da creche Barjonas Lobão, situada no bairro Jardim América, que está sem vigilante há alguns dias.

A região é bastante deserta, e o mato é alto ao redor da creche. Estes fatores, segundo os pais, põem em risco a vida de seus filhos. Além disso, as crianças deveriam estudar em tempo integral, mas a falta de segurança impede que as aulas continuem durante a tarde.

Sem saber que estávamos gravando, uma funcionária relatou que bandidos já chegaram a invadir a creche e até construíram uma pequena casa em uma área de matagal dentro do terreno da instituição. Apesar de terem sido expulsos pela polícia, continuam indo ao local. Ouça:

Uma professora teve o vidro do carro quebrado há poucos dias. Outra funcionária, que não quis ser identificada, concedeu fotos de episódios em que a creche foi alvo de vandalismo. Veja na galeria de imagens, depois do vídeo.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) explicou que está contratando um empresa de serviço de segurança para a creche e outras escolas da rede municipal. Quanto ao matagal, a secretaria não informou nada a respeito. Leia a nota na íntegra:

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que está em processo de finalização de contrato com a empresa responsável pelo serviço de vigilância nas escolas da rede municipal, e que está em curso a transição para um novo contrato. A Secretaria esclarece ainda que está tomando todas as providências possíveis no sentido de normalizar o referido serviço nas escolas.

Galeria de fotos

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.