Ouça a entrevista!

Líder indígena se diz ameaçado por pessoas do governo

Índios continuam acorrentados na Assembleia exigindo melhorias.
Imirante.com08/07/2015 às 18h25

SÃO LUÍS – Os Índios Guajajaras continuam acorrentados na Assembleia Legislativa do Maranhão, exigindo diversos benefícios do governo estadual, como a reativação do conselho indígena de educação, os cursos de formação continuada para professores indígenas, novos contratos para diretores, zeladores e vigias além do pagamento do transporte escolar para alunos se deslocarem das aldeias até as escolas, além de melhorias nas habitações das aldeias.

Foto: Uirauchene Soares/Liderança indígena

Leia também: Índios se acorrentam na Assembleia Legislativa para pressionar governo do Estado

Na semana passada, os indígenas, que são de aldeias das cidades de Jenipapo dos Vieiras, Grajaú, Amarante e Barra do Corda, se acorrentaram na Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e fizeram um protesto na frente do Palácio dos Leões. Como não foram atendidos, os índios foram para a Assembleia Legislativa.

Foto: Uirauchene Soares/Liderança indígena

Nesta quarta-feira (8), um dos líderes do movimento indígena, Uirauchene Alves Soares, falou, em entrevista à rádio Mirante AM, que está sendo ameaçado por pessoas do governo e que, até agora, a administração estadual não atendeu aos protestos do movimento.

Ouça a entrevista completa que Uirauchene Alves Soares deu na rádio Mirante AM, falando do protesto dos índios e da tensão instalada entre as lideranças indígenas e o governo do Estadual.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.