Caso Brunno Matos

Reconstituição do Caso Brunno será no dia 19 de novembro

Simulação será às 5h e terá a participação dos acusados e das outras vítimas.

A data foi definida durante reunião, nesta quarta-feira (12), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), pelo subdelegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros, e a equipe do Departamento de Homicídios responsável pelo caso.

Leia também:

Delegado afirma que caso Brunno está quase finalizado

Caso Brunno: depoentes continuam com a mesma versão

Vigia muda depoimento e nega autoria do crime

Participarão da reconstituição, que iniciará às 5h, mesmo horário do crime, os acusados e as outras duas vítimas, técnicos do Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim), policiais militares e equipes da Delegacia de Homicídios e do Habitacional Turu. Será solicitado, também, o apoio da Secretaria Municipal de trânsito e Transportes (SMTT) para isolamento do local que será utilizado.

De acordo com o subdelegado-geral Augusto Barros, o momento será fundamental para entender como ocorreu o caso e fechar as pontas que faltam para conclusão da investigação. “Com os resultados de algumas pericias aliadas ao que for averiguado durante a reconstituição devem ser esclarecidas algumas duvidas restantes”, explicou.

Na tarde de terça-feira (11) a polícia ouviu outro vigia que trabalha na área, mas as vítimas descartaram qualquer hipótese de envolvimento. Até o momento três pessoas estão indiciadas. São elas: Diego Polary, Carlos Humberto Marão e o vigilante do local João José Nascimento Gomes. Os dois últimos, com prisão temporária já decretada, permanecem detidos em uma unidade prisional da capital.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.