Apreensão

Polícia Civil fecha casa de jogos clandestina no João Paulo

Segundo a polícia, 95 máquinas caça-níqueis foram apreendidas e, em seguida, destruídas.
Imirante.com11/04/2014 às 15h59

SÃO LUÍS - A superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC) descobriu, no início da tarde desta sexta-feira (11), o funcionamento de pontos clandestinos de jogos na capital. De acordo polícia, sete pontos de jogatina foram desativados, e 95 máquinas caça-níqueis apreendidas e, em seguida, destruídas. As máquinas eram operadas em pontos situados na feira do João Paulo, em São Luís. Ninguém foi preso. Mas, três mulheres foram detidas e encaminhadas para o 2º Distrito do João Paulo: Analeia de Almeida, de 29 anos, Teresa de Fátima Boaes, de 56 anos e Daniele Sousa, não teve sua idade divulgada. A polícia não divulgou a quantia apreendida no local.

Foto: Heider Matos/Imirante.com.

Foto: Heider Matos/Imirante.com.

Foto: Heider Matos/Imirante.com.

Foto: Heider Matos/Imirante.com.

Esta é a segunda operação da polícia que fecha casas de bingo sem autorização de funcionamento em dois meses. Em fevereiro, no São Francisco, a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) fechou uma casa com 17 máquinas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.