Anarquia

Gangue causa terror no prédio do Samu, na área Itaqui-Bacanga

Tumulto aconteceu devido a falta de atendimento a um dos integrantes da gangue.
Imirante.com10/02/2014 às 09h47

SÃO LUÍS - Membros de uma gangue quebraram o portão principal da sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) nesse domingo (9), na área Itaqui-Bacanga. Segundo informações, o tumulto foi provocado devido a falta de atendimento para um dos integrantes da gangue, baleado em uma festa na Vila Embratel.

O portão foi arrebentado por várias pessoas que tentavam entrar no local aonde onde ficam as ambulâncias. A confusão teria começado em uma festa, onde houve um tiroteio. Segundo testemunhas, um grupo de rapazes saiu do local e foi para a Unidade Mista do Itaqui-Bacanga, com um homem ferido. Sem serviço de urgência no hospital, os jovens resolveram invadir a sede do Samu.

O homem ferido foi identificado como Sidney Oliveira Santos, de 18 anos. Ele foi socorrido e levado para o hospital Socorrão I em estado grave. A confusão deixou os funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência apavorados. Os funcionários pediram socorro à Polícia Militar.

Depois da confusão, um carro da PM ficou de plantão no local. Mesmo assim, os funcionários do Samu passaram a noite apreensivos. O direitor do Samu, José Sales, afirmou que a situação foi de pânico na noite de ontem.

- Os funcionários relataram que houve uma tentativa de invasão de pessoas com armas de fogo, trazendo um cidadão baleado. Apesar de termos dois seguranças, não foi foi suficiente para evitar que eles quebrassem o portão. Estavam todos em pânico - ressaltou.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.